Como manter e recuperar posições no Google

Como manter e recuperar posições no Google

Saiba como manter sua empresa com um bom ranqueamento no Google; conheça dicas para ajudar a recuperar posições

Quem investe em marketing digital já sabe: o Google é uma verdadeira vitrine para as empresas, independentemente do porte ou área de atuação.

Em outras palavras, o maior mecanismo de busca representa uma grande oportunidade para qualquer empresa que apareça nas primeiras páginas, sobretudo através da busca orgânica e do link patrocinado – neste artigo, focaremos na busca orgânica.

Logo, levando em conta tudo isso, podemos dizer tranquilamente que estamos falando de um território virtual extremamente disputado.

Essa guerra por espaço na maior vitrine digital do mundo naturalmente gera uma concorrência acirrada, evidenciada principalmente nas primeiras páginas do Google, onde a competição é ainda maior.

Não demora muito para que as empresas comecem a alternar posições no Google, mesmo aquelas que já investem em serviços focados exclusivamente em posicionamento orgânico no Google, como o SEO (Marketing de Busca Orgânica).

Às vezes, sua empresa pode aparecer na primeira página do Google e, de uma hora para outra, sumir das primeiras posições.

Infelizmente essa uma realidade.

Então, resta às empresas se adaptarem a essa variância nos posicionamentos orgânicos do Google.

Por que existe essa alternância nas posições do Google?

O Google faz uma análise automatizada de todo o conteúdo postado na internet, e através de parâmetros bem definidos (estima-se que são 250 parâmetros), o maior mecanismo de busca identifica quais páginas merecem ou não aparecer em suas primeiras páginas.

Como manter e recuperar posições no GoogleComo já dissemos, a disputada é grande por um lugar de destaque.

Portanto, com certeza nesse exato momento existem milhares de empresas estão buscando colocar sua marca no mais concorrido espaço da internet.

Quanto mais concorrência, mais alternância nos resultados. Afinal, se o Google identificar que uma página cumpre melhor os 250 parâmetros, ele vai melhorar o posicionamento desse conteúdo.

Muitas vezes, ao melhorar o posicionamento de uma página, naturalmente outras páginas cairão no ranqueamento.

Isso acaba causando uma inconstância no posicionamento orgânico do Google.

Mas, calma, pois nem tudo é um pesadelo.

É possível manter-se por muito mais tempo nas primeiras páginas do Google, e inclusive em uma posição de ainda mais destaque.

Basta realizar alguns métodos eficientes para que essa alternância no posicionamento diminua, de modo a manter a marca das empresas em uma posição de destaque no Google por um período maior.

1) Reotimização: a chave do posicionamento orgânico

Uma das melhores medidas para manter, e também recuperar, o posicionamento na busca orgânica do Google é com o auxílio da reotimazação.

Um conteúdo otimizado tem mais chances de posicionar, certo?

Agora, um conteúdo reotimizado é a chave para manter-se por muito mais tempo nas primeiras colocações do Google.

A reotimização nada mais é que um trabalho complementar à própria otimização.

Para entender melhor como funciona a reotimização, vamos contextualizá-la.

Quando pintamos a casa, passamos a conhecida “primeira mão”, que é a primeira leva de tinta.

Muitas vezes, é necessário passar uma segunda mão, para dar um acabamento melhor. Essa segunda mão seria, fazendo uma simples analogia, como a reotimização do conteúdo.

No caso da pintura, a ideia é melhorar o resultado, passando quantas mãos de tinta forem necessárias para chegar a um resultado satisfatório.

Agora, fazendo outra analogia, vamos supor que alguém sujou a parede.

Novamente, recorre-se a outra mão de tinta.

Podemos dizer, então, que a sujeira representa a queda no posicionamento do Google, enquanto a ato de passar a tinta novamente seria como a reotimização do conteúdo.

Ou seja, a reotimização seria como dar um melhor acabamento, mantendo a página sempre de acordo com os parâmetros do Google e, consequentemente, com um melhor ranqueamento.

Mais conteúdo = resultados

Provavelmente você deve estar imaginando “tá, entendi a importância da reotimização, agora como consigo fazê-la?”.

A reotimização do site, do conteúdo e das páginas é feita de diversas formas, sendo uma das mais importantes o acréscimo de conteúdo.

Um dos parâmetros do Google para posicionar bem um conteúdo, seja ele um artigo de um blog ou uma página técnica de SEO, é a quantidade de texto.

Conteúdos de 200 a 300 palavras são boas para posicionar, principalmente em páginas técnicas de SEO. A médio/longo prazo, porém, é preciso realizar uma reotimização desse conteúdo, a fim de competir melhor no mercado, sobretudo com palavras-chaves mais concorridas.

Por exemplo, suponhamos que você tenha um artigo no blog da sua empresa com 500 palavras.  Com esse conteúdo, você conseguiu a primeira página do Google (Ufa!).

Após dois meses, entretanto, esse artigo caiu para a segunda página do Google. Nesse caso, experimente aumentar a quantidade de palavras nesse artigo para 700. Após um tempo, aumente para 1000 e assim sucessivamente.

Com certeza, as chances desse artigo alcançar novamente as primeiras posições será muito maior, pois o Google identificou que você o atualizou, o deixou mais estruturado.

Esse método serve não só para posicionar o artigos, mas também páginas técnicas de SEO, páginas internas do site etc.

2) Linkagem: quanto mais, melhor

A linkagem, seja ela interna ou externa, é sempre relevante (e o Google sabe disso), por isso é importante fazê-la sempre.

Afinal, o que seria linkagem interna e externa?

Por ser uma das formas mais eficientes de manter e recuperar posições no Google, é importante que você saiba exatamente o que significa essa tal de “linkagem”.

Vamos por partes e com calma.

Linkagem interna nada mais é que o apontamento interno de páginas. Em outras palavras, é quando você coloca em uma página hiperlinks que direcionam os visitantes a outras páginas do seu próprio site ou domínio.

Quanto mais apontamento interno uma página tiver, mais chances ela tem de ser bem posicionada no Google.

A seta azul na imagem acima mostra um exemplo de linkagem interna no blog da Agência Sense

a linkagem externa é quando você possui em determinada página hiperlinks que direcionam os visitantes para outras páginas, só que dessa vez em outras páginas, de outros domínios.

Ambas as linkagens são extremamente importantes para melhorar o posicionamento no Google, e por esse motivo requerem uma atenção especial das pessoas que desejam recuperar ou manter uma posição de destaque na busca orgânica do Google

3) Mais backlink, mais relevância

O Google, antes de posicionar uma página nas suas primeiras páginas, analisa principalmente a relevância delas.

E uma das melhores formas para conseguir relevância é com backlink.

Definição backlink

O backlink pode ser definido como o apontamento de um domínio que não seja seu, até uma página do seu domínio.

Por exemplo, a linkagem externa que mencionamos mais acima, você lembra? Então, ao realizá-la, você está fazendo backlink para a página que você direcionou no hiperlink.

Ou seja, para conseguir backlinks, você precisaria fazer o caminha inverso: conseguir que outras páginas, de diferentes domínios, apontem para a sua.

O Google lê esses backlinks como um parâmetro de relevância.

Portanto, quanto mais backlinks, mais relevância para o Google.

E quanto mais relevância, maiores as chances de conseguir recuperar ou manter posições na busca orgânica do Google.

Portanto, sim, a disputada por um bom ranqueamento no Google (Page Rank) é sempre muito disputada. Tenha, então, o backlink como um aliado.

E como conseguir mais backlink?

Essa é uma excelente pergunta. Saiba que melhor forma para conseguir backlinks é com parcerias com outros sites e domínios.

Trocar backlinks pode ser uma excelente maneira de começar a ter um ranqueamento melhor, de forma a conseguir mais visibilidade, destaque e credibilidade com o Google.

4) SEO, continue com ele

Ahh, com as dicas acima eu não preciso mais do SEO, não é mesmo?

Não, pensar assim é ERRADO.

O SEO é um trabalho contínuo, geralmente feito por agências de marketing digital, e precisa sempre ser feito, a fim de manter os resultados já obtidos.

Para quem não sabe, o SEO coloca as empresas na busca orgânica do Google, em posições de destaque, utilizando páginas técnicas especificas para posicionamento de palavras-chave relevantes para as empresas.

O bom resultado só é possível porque a agência prestadora do serviço realiza todas as etapas acima, com o intuito de manter o bom ranqueamento no Google.

Caso você abonde o SEO e deixe as páginas largadas às traças, longe de uma equipe especializada, os resultados desaparecerão como um piscar de olhos.

Por esse motivo, mantenha sempre o trabalho de SEO em dia. Caso não tenha ainda, faça o SEO do site do seu negócio o quanto antes.

Invista no posicionamento orgânico do Google, faça um orçamento gratuito

 

Comentários

Gustavo Azeituno

Redator, jornalista, 24, fã de Senhor dos Anéis e Star Wars; blogueiro e goleiro aos domingos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Agência Sense - Todos os direitos reservados
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial