Saiba o que é clickbait e identifique uma fake news de longe


O clickbait é uma técnica cada vez mais utilizada para conseguir cliques, mas que pode acabar te levando as notícias falsas, as famosas fake news.

Ele nada mais é do que uma isca feita de uma frase ou uma imagem chamativa para fazer com que o leitor clique em determinado link.

Quem nunca parou tudo o que estava fazendo para clicar no link e conferir a oferta irresistível para, em seguida, perceber que o conteúdo não cumpria a promessa do título?

Então, o clickbait é usado para gerar tráfego online por meio de conteúdos enganosos ou sensacionalistas.

É claro que nem todo clickbait vai te levar para uma fake news, por isso é importante saber diferenciar um conteúdo de qualidade de um mentiroso.

Para isso, preparamos este artigo para você aprender a identificar as fake news.

Continue a leitura!

O que é clickbait?

A expressão clickbait vem do inglês e pode ser traduzida como “isca de cliques”.

Também chamado de “caça-clique”, esse termo refere-se à quebra de expectativa por parte do usuário que foi “fisgado” por essa isca de cliques.

Em resumo, o clickbait é um conteúdo que faz promessas exageradas e milagrosas para levar usuários até uma determinada página da web.

Sim, clickbaits são conteúdos mentirosos!

Geralmente, esses conteúdos chamam a atenção do público com títulos e chamadas sensacionalistas. Por exemplo: “você não vai acreditar nisso” ou “você nunca vai descobrir o que aconteceu”.

O principal objetivo desses conteúdos é gerar tráfego online rápido e fácil.

O clickbait é uma estratégia polêmica e que não costuma ter uma boa reputação.

É e fácil entender o motivo: ninguém gosta de se deparar com um conteúdo raso e se sentir enganado pelo título.

Além disso, o custo dessa estratégia pode sair muito caro, pois coloca em jogo a credibilidade e a audiência do seu blog, site ou página de rede social.

Como evitar cair no clickbait?

Para não cair no clickbait, existem vários cuidados que você pode tomar. Confira abaixo alguns:

Não se deixe levar pelo teor do título

O título serve como um cartão de visitas de um texto e, consequentemente, de um clickbait também.

Quanto mais improvável e chamativo for o título, maiores são as chances de você estar diante de um clickbait.

Sendo assim, tome cuidado com títulos muito radicais e que prometem demais.

É importante diferenciar o título persuasivo do sensacionalista: o primeiro vende uma solução possível, enquanto o segundo promete uma solução radical.

Leve em conta a credibilidade do site

Uma das melhores soluções para saber o que é clickbait é checar a reputação e a credibilidade do site ou blog que publicou o conteúdo.

Isso porque mesmo que hoje qualquer um pode criar um blog e escrever o que quiser, ainda existem sites confiáveis, que só publicam notícias depois de checar os fatos.

Portanto, a fonte pode ser a sua segurança na hora de decidir se clica ou não no título.

Além disso, ao se deparar com alguma informação duvidosa, pesquise o que os outros veículos de comunicação estão falando sobre o assunto.

Se não encontrar nada nesses canais, pode ser mesmo uma fake news.

Verifique a credibilidade do autor

Tente sempre identificar quem escreveu o texto que estiver lendo, principalmente se for um assunto bastante relevante ou comprometedor a alguém.

Geralmente, portais de notícias confiáveis costumam dar o crédito ao responsável pela matéria.

Por isso, desconfie de notícias sem assinatura. Afinal, o autor que tem um nome a zelar não se entrega ao clickbait.

Cheque a data da publicação

Quando algum assunto está em alta, um dos clickbaits mais comuns é reciclar conteúdos antigos e apresentá-los como se fossem do momento, reinserindo a polêmica na internet.

Sendo assim, não se esqueça de conferir sempre a data da publicação e fazer uma busca rápida para comprovar a informação.

Separe uma opinião de um fato

Para saber o que é clickbait, é importante se atentar se o conteúdo tem cunho jornalístico ou se é apenas um texto opinativo.

Isso porque o jornalismo tem um compromisso com a verdade e objetividade dos fatos.

O clickbait, por outro lado, não separa os acontecimentos da opinião do autor, justamente porque não está embasado em fontes confiáveis.

Outra dica importante é não aceitar imediatamente o conteúdo só porque o autor tem a mesma opinião que você, pois isso é uma tática para a disseminação das fake news.

Exemplos mais comuns de clickbait

Todo mundo já viu ou caiu em um clickbait alguma vez. Logo, não é muito difícil reconhecer esse tipo de conteúdo.

Informações enganosas

Aqui temos conteúdos que não são verdadeiros, usados para enganar o usuário de propósito.

Nessa categoria, se encaixam as fake news (notícias falsas), que apresentam títulos e conteúdo enganosos apenas para gerar mais cliques.

Informações repetidas

Uma tática nos clickbaits são as cópias de informações de outros materiais.

Ou seja, são repetições da mesma informação de outros sites, muitas vezes com o mesmo título, mas escritas de forma diferente.

Informações exageradas

Algumas páginas usam chamadas que dão a impressão de maior autoridade no ramo para gerar um tráfego maior.

Normalmente, eles utilizam adjetivos para despertar a curiosidade dos leitores.

Espero que nesta publicação você tenha entendido o que é clickbait e aprendido a identificar truques retóricos, pesquisar outras fontes e desconfiar de afirmações suspeitas.

Saiba que essa é uma estratégia perigosa e que deve ser sempre evitada. Até porque essa estratégia pode custar sua reputação, o que é muito mais valiosa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados