Marketing Digital: O que é, estratégias, como fazer [2020]


O Que é Marketing Digital?

O marketing digital consiste no conjunto de estratégias de marketing e publicidade que podem ser feitas em diversos meios digitais com o objetivo de promover empresas e produtos.

O principal objetivo dessas ações de marketing digital é alcançar e criar um relacionamento permanente com os clientes em potencial. O marketing digital faz com que os consumidores conheçam seus negócios, confiem neles, e tomem a decisão de compra a seu favor.

Ou seja, o conceito de marketing digital está relacionado a conduzir o cliente até a compra, além de satisfazer suas necessidades e desejos.

Philip Kotler, que é considerado o pai do Marketing, entende o marketing como “o processo social por meio do qual pessoas e grupos de pessoas satisfazem desejos e necessidades com a criação, oferta e livre negociação de produtos e serviços de valor com outros”.

Por isso, é impossível falar de marketing e ignorar que a maior parte da população mundial está conectada à internet e faz compras online.

É por isso que o Marketing Digital é a principal forma de fazer e conceituar marketing nos dias de hoje.

Usando canais digitais — como blogs, sites, motores de busca, mídias sociais, email e outros —, as empresas tentam solucionar dores e desejos de clientes e potenciais clientes.

Em outras palavras, o marketing digital é o conjunto de esforços ou atividades de marketing executadas por uma empresa com o objetivo de atrair mais consumidores, se comunicar com eles, criar um relacionamento mais próximo e, principalmente, construir uma identidade de peso no mercado.

O marketing digital nasceu com a explosão da internet nos anos 1990. Nessa época, a tecnologia era muito limitada e as páginas bastante simples.

Chamamos esse período de Web 1.0, quando os primeiros mecanismos de busca, as primeiras vendas online e os primeiros softwares de comunicação se tornaram acessíveis. Foi quando o termo marketing digital começou a ser utilizado.

Em 2000, a tecnologia avançou e surgiram as primeiras redes sociais, e o Google também ganhava espaço como ferramenta de busca.

Hoje em dia, com mais gente conectada, as empresas passaram a investir cada vez mais em divulgação online e novas maneiras de se relacionarem com o público.

É tanto, que atualmente, o e-commerce é uma das maiores modalidades de comércio, movimentando bilhões a cada ano. E isso se deve, em grande parte, ao marketing digital.

E é por isso que o marketing digital se transformou na principal maneira de fazer marketing e alcançar o público nos dias de hoje.

O grande desafio do marketing digital é: entregar a mensagem certa para a pessoa certa na hora certa.

Para isso, é necessário investir em profissionais qualificados e ferramentas adequadas a fim de otimizar websites, criar conteúdos digitais relevantes, aumentar a visibilidade das páginas em mídias sociais e, assim, aumentar o número de vendas.

O termo marketing digital tem se tornado cada vez mais popular à medida que as pessoas passaram a utilizar mais dispositivos digitais no processo de compra, seja para pesquisarem sobre os produtos ou para realizarem as compras.

Daí derivam-se os famosos 4 Ps do marketing: produto, preço, praça e promoção. Portanto, o marketing digital atua na composição do produto, nas estratégias de precificação, nos canais de distribuição e também na comunicação desse produto ao mercado.

Apesar de todo o crescimento do marketing digital nos últimos anos, há algumas empresas que ainda não compreendem o seu real papel e lutam contra a migração para o meio digital.

Mas saiba que, com a evolução da internet e dos meios de comunicação, as pessoas passaram a estar conectadas à rede mundial de computadores quase 24 horas por dia, consumindo e compartilhando uma infinidade de conteúdos.

Elas utilizam a internet para se informar, acessar vídeos e músicas, jogar, estudar, fazer amizades, compartilhar conhecimento, pesquisar produtos e serviços, debater opiniões, entre outros.

Portanto, as empresas não podem ficar de fora dessas plataformas. E essa é mais uma razão de porque o conceito sobre o que é marketing digital se tornou algo tão presente dentro dos planejamentos de marketing das organizações. 

Se você ainda tem dúvidas, de acordo com uma pesquisa realizada pela NZN Intelligence, 82% dos brasileiros já fez pelo menos uma compra online.

Sendo assim, se você pretende empreender online, precisa estar presente onde o público passa a maior parte do tempo: a internet.

Agora, ficou muito mais fácil encontrar e conquistar o seu público-alvo, porque independente do segmento em que seu consumidor está presente, sem dúvida ele estará online também. 

Sejam pessoas, empresas, instituições de ensino, ONGs, associações, lojas, clínicas, igrejas e quem mais você puder imaginar. Por este motivo, fatores psicológicos, culturais, geográficos e jurídicos também influenciam as pessoas na hora de comprar ou vender um produto ou serviço.

A questão é que todos podem usar o Marketing Digital!

Significado de Marketing Digital

Podemos definir o marketing como um conjunto de estratégias que têm por finalidade criar valor de um produto ou uma marca para o seu público-alvo.

Marketing vem da palavra em inglês market, que significa mercado. Portanto é possível afirmar que Marketing é um estudo do mercado, que orienta as relações de troca de produtos, serviços ou ideias.

Portanto, esse conjunto de ações visa gerar visibilidade e promover o crescimento das vendas e a satisfação dos consumidores de forma conjunta.

Como já deu para perceber, isso tudo acaba se refletindo nas vendas, mas não apenas nelas.

O marketing está também relacionado à reputação de uma empresa, à sua credibilidade no mercado e à autoridade que possui sobre aquilo que se propõe a fazer.

É um processo através do qual seu público é atingido para que seja instigado a fazer uma escolha, ainda que não naquele momento.

Já o marketing digital consiste no conjunto de estratégias de marketing e publicidade que podem ser feitas dentro de diversos meios digitais com o objetivo de promover empresas e produtos.

O principal objetivo dessas ações de marketing digital é alcançar e criar um relacionamento permanente com os clientes em potencial. O marketing digital faz com que os consumidores conheçam seus negócios, confiem neles, e tomem a decisão de compra a seu favor.

O Wikipédia define marketing digital como:

“Marketing digital são ações de comunicação que as empresas podem utilizar por meio da internet, da telefonia celular e outros meios digitais, para assim divulgar e comercializar seus produtos, conquistando novos clientes e melhorando a sua rede de relacionamentos. Ele engloba a prática de promover produtos ou serviços pela utilização de canais de distribuição eletrônicos, para então chegar aos consumidores rapidamente de forma relevante, personalizada e com mais eficiência.”

Ou seja, o marketing digital pode ser definido como um conjunto atividades e estratégias online utilizadas para atrair um público-alvo, identificar as necessidades desse público e oferecer a melhor solução.

Dentre as mais relevantes definições de marketing digital, selecionamos aquelas que representam realmente o total das atividades de marketing:

“Uma função organizacional e um conjunto de processos que envolvem a criação, a comunicação e a entrega de valor para os clientes, bem como a administração do relacionamento com eles, de modo que beneficie a organização e seu público interessado”. – Definição da American Marketing Association (2005)

“A atividade, conjunto de instruções e processos para criar, comunicar, distribuir e efetuar a troca de ofertas que tenham valor para consumidores, clientes, parceiros e a sociedade como um todo”. – Definição da American Marketing Association (2008)

“Satisfazer o cliente de forma lucrativa, criando relação de valor com clientes importantes”. – Philip Kotler

“Identificar, antecipar e satisfazer as necessidades do cliente de forma lucrativa”. – Chartered Institute of Marketing

“O conjunto de atividades que tem por fim concretizar relações de troca. Esta troca ocorre entre os produtos e serviços da empresa com o poder aquisitivo do consumidor”. – Raimar Richers

“A função empresarial que identifica necessidades e desejos insatisfeitos, define e mede sua magnitude e seu potencial de rentabilidade, especifica que mercados-alvo serão mais bem atendidos pela empresa, decide sobre produtos, serviços e programas adequados para servir a esses mercados selecionados e convoca a todos na organização para pensar no cliente e atender ao cliente” – Philip Kotler

 “Marketing é a ciência e a arte de explorar, criar e entregar valor para satisfazer as necessidades de um mercado-alvo com lucro. Marketing identifica necessidades e desejos não realizados. Ele define, mede e quantifica o tamanho do mercado identificado e o potencial de lucro”. – Philip Kotler

Sendo assim, o marketing digital é considerado o conjunto de ações de divulgação e comunicação que uma empresa ou pessoa utilize online, ou seja, através da internet e dos meios digitais, para que cheguem aos clientes rapidamente de forma relevante, personalizada e com mais eficiência.

Isso porque o público digital pode ser alcançado em qualquer lugar com acesso à Internet, o que significa que os profissionais de marketing digital podem ajustar seu público usando dados demográficos que melhor se encaixam em sua campanha (não apenas região, mas também idade, sexo, preferências pessoais etc.).

O marketing digital é uma estratégia bastante usada pelas empresas para divulgar e comercializar produtos e serviços, pois além de poder conquistar novos clientes, ela melhora a capacidade de relacionamento da empresa com seus públicos.

Por exemplo, se você segue marcas ou influenciadores no Instagram, está experimentando o marketing digital diariamente toda vez que abre seu feed. 

O mesmo acontece quando você realiza pesquisas no Google para encontrar qualquer produto ou serviço, desde uma simples peça de roupa até um restaurante para um jantar.

O marketing digital se difere do marketing tradicional pela utilização de várias ações e métodos nos canais online, que permitam a análise de resultados em tempo real.

Vale ressaltar que, o marketing digital é um conceito dinâmico, pois tudo no meio digital está em constante mudança e transformação.

O surgimento do Marketing Digital

A década de 50 marca o começo do marketing no Brasil.

Isso porque a televisão acabava de chegar no país, ainda dominado pelos jornais, revistas e rádios. Nisso, o marketing era totalmente focado nas vendas.

Antes do avanço tecnológico e do marketing digital, a divulgação de empresas, serviços e produtos era estritamente restrita ao famoso “boca a boca” e aos veículos de comunicação da época, que consistiam apenas em jornais, revistas, rádio e televisão.

Essa também é a década em que começam os primeiros estudos sobre marketing nas universidades brasileiras.

Já nos anos 60, as marcas começavam a apresentar, pela primeira vez, departamentos de marketing visando desenvolver estratégias de produção.

A preocupação era com o que produzir, onde vender, por qual valor e de que forma anunciar o produto para o consumidor.

No Brasil, grandes empresas multinacionais, como Nestlé, Gessy-Lever, Gillette, Refinações de Milho Brasil e Anakol passaram a organizar suas áreas comerciais em função do marketing, e não das vendas.

O uso da estratégia de marketing digital surgiu juntamente com o aprimoramento das pesquisas iniciadas no começo da era da informação, ou seja, o marketing digital nasceu no mesmo momento em que a internet foi criada, na década de 60.

Nos anos 70, o marketing está ainda mais consolidado e surgem as primeiras definições de público-alvo e as primeiras segmentações de mercado.

Isso se deve ao cliente, que começa a se conscientizar melhor sobre preço e qualidade dos produtos, se tornando mais exigente.

Mundialmente, os anos 80 foram marcados pelas disputas entre as empresas pela atenção do consumidor.

É o Marketing 2.0 surgindo na Era da Informação, cada vez mais orientado para as necessidades do consumidor.

Porém, o marketing digital só começou a crescer de maneira absurda após a década de 90, quando a população começou a ter mais acesso à internet tanto em suas casas como no trabalho.

Com este aumento de usuários e do acesso à internet, surgiu o comércio eletrônico, como o marketing direto, leilões online e compras eletrônicas, além de blogs e redes sociais.

Foi nesse contexto que surgiu o Marketing Digital, onde as empresas puderam oferecer seus produtos, conquistar novos clientes e fidelizar outros, vendendo muito mais.

Ainda na mesma década, surgiu o Google, a ferramenta de busca mais utilizada no mundo, e junto com ela o SEO, que é uma das estratégias de marketing digital mais usadas para otimizar conteúdos e sites. Mas vamos falar dessa estratégia mais a seguir. Não se preocupe!

A sociedade também passou a despertar para a necessidade de cuidar do meio ambiente e do planeta de maneira geral.

Surge, então, um mercado focado em valores, que o é Marketing 3.0. Assim sendo, as empresas começam a entender a importância de assumir um posicionamento sustentável para garantir uma vantagem competitiva no mercado.

Já a virada do século, anos 2000, trouxe grandes transformações.

O cliente não só deixou de comprar apenas por necessidade, como também já não dava tanta importância aos preços dos produtos, contanto que tivessem a utilidade esperada.

Além disso, houve a popularização da telefonia celular, das redes sociais, democratização da internet em larga escala, multiplicação dos e-commerces e amadurecimento da World Wide Web.

Surgem ainda novas estratégias de publicidade, lançando a possibilidade de os usuários anunciarem na plataforma.

Atualmente, com a ideia de que um cliente satisfeito é a melhor propaganda que uma marca pode ter, a preocupação agora era priorizar toda a jornada do consumidor: é o marketing 4.0.

Isso porque as redes sociais estão mais fortes do que nunca, e os clientes têm nas mãos um universo de opções, podendo a todo tempo comparar preços e qualidade entre as marcas.

Como pudemos ver, o marketing digital surge focado nos desejos do consumidor e com a oferta de soluções em vez de vendas diretas.

Logo, o marketing digital que nada se parece com o que lhe deu origem. Em vez de empurrar produtos e serviços ao consumidor, ele faz com que o cliente chegue até ele.

Dale Dougherty foi o pioneiro ao lançar a primeira publicação comercial, chamada GNN. Já em 1994, a revista Wired lançou um modelo comercial de publicidade online e com isso surgiu o banner, até hoje utilizado como propaganda online.

O mecanismo de busca GoTo.com, criado por Bill Gross em meados dos anos 90, foi o primeiro serviço a oferecer a possibilidade de links patrocinados, em que anunciantes pagavam para aparecer nas buscas.

Inicialmente, entretanto, o marketing digital na verdade consistia em sites institucionais das empresas que serviam para que os consumidores pudessem tirar suas dúvidas sobre os produtos.

Com o surgimento de grandes portais de busca, como o Yahoo!, por exemplo, surgiu a origem dos links patrocinados e, posteriormente, do uso de redes sociais.

Hoje, sabemos que as marcas que não estão presentes em todas essas plataformas simplesmente não têm chance diante da concorrência.

A importância do Marketing Digital

A importância do marketing digital para o crescimento das empresas aparece não apenas em visibilidade, como também nos seus resultados financeiros.

O marketing digital é cada vez mais adotado, em relação aos meios de comunicação tradicionais, devido sua alta interatividade com o público.

Ele estabelece um diálogo com a audiência nos canais digitais, assim ela consegue interagir com as marcas, dar sua opinião sobre produtos e serviços e fazer indicações para outras pessoas, aumentando o engajamento.

Compreender como a sua audiência pensa e age é essencial para garantir que seu negócio se mantenha saudável por longos anos.

Nesse contexto, o marketing digital deve ser encarado como um forte aliado. Isso porque você se torna capaz de agir sobre eles até conseguir fidelizá-los por completo.

Isso se deve a estratégia de marketing digital que consegue fazer a segmentação e direcionar as mensagens e conteúdos para as pessoas certas, ou seja, aquelas que podem ter maior interesse em adquirir seu produto ou serviço. Assim, a chance dele fechar negócio com você é muito maior.

Nos canais online, você pode segmentar o público com muito mais precisão por meio de características como faixa etária, gênero, nível de escolaridade, localização geográfica, interesses, hábitos de consumo, entre outros.

A segmentação do público também garante a economia de dinheiro, pois você deixa de gastar com pessoas que não têm interesse em seus produtos e serviços.

O marketing digital permite que você conheça sua audiência e invista nos recursos (pagos ou orgânicos) que terão mais retorno e serão mais eficientes, reduzindo o desperdício.

Por outro lado, anunciar nas mídias tradicionais (como TV, rádio e jornais) tem ficado cada vez mais caro, fora que esse tipo de marketing não costuma conversar muito bem com a geração mais jovem.

Além disso, não tem como saber ao certo com quem você está dialogando e dificilmente conseguimos ter dados exatos do ROI (Retorno sobre o Investimento) das ações.

Ou seja, fica difícil entender o que está funcionando ou não em tempo real.

Portanto, investir no marketing digital é garantir uma forte presença na internet, o que é fundamental para que seus clientes e possíveis clientes consigam encontrá-lo a qualquer momento, tanto em mecanismos de buscas quanto nas mídias sociais.

Por isso, um site com domínio próprio também é imprescindível para facilitar a comunicação entre sua empresa e seu público.

Além de ter uma presença ativa online, o marketing digital faz com que sua empresa tenha um alcance global. Não há limitação geográfica, ou seja, os consumidores do mundo todo podem tornar-se clientes.

Isso porque no mundo virtual não existe limitação de horário comercial e o seu público poderá chegar até a sua marca a qualquer momento, o que aumenta as chances de novas vendas.

Além de ter um feedback das campanhas em tempo real pelo consumidores, as ferramentas de marketing digital permitem acompanhar os resultados com total precisão.

E isso pode ser usado como termômetro para medir como está sendo a aceitação de determinado conteúdo. Assim, é possível fazer os ajustes de marketing digital necessários durante sua execução.

Por exemplo, utilizando boas ferramentas de marketing digital, você consegue saber quantas pessoas clicaram em certo link ou até mesmo se aquele e-mail gerou alguma venda.

Também é possível identificar quais páginas mais visitadas, qual o caminho que o usuário fez até fechar um negócio e até mesmo o desempenho dos seus anúncios no Google Adwords e nos links patrocinados nas redes sociais.

Em resumo, temos como benefícios do marketing digital:

  • Investimento mais baixo do que na mídia tradicional;
  • Facilidade de mensuração dos resultados;
  • Maior possibilidade de alcance das ações para impactar um número maior de pessoas;
  • Possibilidade de realizar ações mais direcionadas ao público que se quer atingir;
  • Mais interação e engajamento com o público-alvo, em tempo real.

As vantagens acima deixam clara a importância de investir no marketing digital para ganhar presença online, se aproximar de seus clientes e promover seus produtos e serviços para o alcance de novos públicos.

Mesmo com a grande quantidade de empresas no Brasil, são poucas que investem nas estratégias de marketing digital.

Portanto, o marketing digital permite que pequenas e médias empresas consigam concorrer com as grandes empresas.

E dado o atual cenário econômico, o marketing digital é uma saída para esses negócios continuarem a crescer e se destacar no mercado mesmo com um baixo investimento.

Muitos empreendedores acreditam, erroneamente, que o marketing digital é coisa de grandes empresas e empresários. Que é preciso investir fortunas, que somente grandes negócios possuem, para conseguir o resultado almejado. E este é um pensamento equivocado.

O marketing digital é abrangente, abundante. Todo empreendedor, por mais iniciante que seja, consegue beneficiar-se de suas vantagens.

Ao colocar em prática o marketing digital em canais online, seja nas redes sociais, nas estratégias de SEO ou no e-mail marketing, as chances de ter um cliente satisfeito e criar um relacionamento duradouro são bem maiores.

Vantagens do Marketing Digital

Ao implementar o marketing digital em sua empresa você terá inúmeras vantagens. Antes de tudo, é importante reforçar que se sua marca não está na internet, ela simplesmente não existe.

 Cada vez mais os consumidores pesquisam produtos e serviços pela web – mesmo que a compra seja realizada em uma loja física. Por isso, é fundamental que a sua empresa seja encontrada na internet!

O fato é que, quanto mais informação online existirem sobre aquela empresa, maiores as chances de ela ter forte presença e visibilidade na internet.

Se é isso que você quer, é importante que você alimente constantemente as redes sociais, o site e  blog da marca.

Por meio de blogs ou das redes sociais, sua marca pode interagir diariamente com os clientes, gerando uma relação de confiança. Assim, é a sua marca que será lembrada pelas pessoas na hora da compra e não a do seu concorrente!

Antes de tudo, é preciso traçar um plano de marketing digital bem detalhado. Com um planejamento bem feito, você consegue encontrar os clientes na hora certa através do marketing digital!

Praticamente não há limites para o alcance da sua marca no marketing digital.  A grande revolução do marketing digital é permitir a segmentação de público, ou seja, você alcança somente as pessoas que estão predispostas a se tornarem clientes.

Através das segmentações de público, você fala com pessoas específicas, que têm grandes chances de querer ouvir o que você tem a dizer, que tem interesse por seu conteúdo, produto ou serviço.

Isso faz com que suas ações de marketing digital sejam muito mais focadas e eficazes.

Portanto, o seu investimento de marketing digital é direcionado para uma audiência qualificada. Por isso, em relação ao marketing tradicional, o investimento no mundo digital é muito menor e produz resultados muito maiores!

O marketing digital pode trazer excelentes resultados para um negócio sem exigir verbas exorbitantes. Com estratégias sólidas e focadas em resultados, sua empresa investe pouco dinheiro e consegue um aumento concreto das vendas!

Além disso, o marketing digital garante que sua empresa tenha um relacionamento e atendimento ininterruptos aos clientes, isso porque a internet permite que os consumidores entrem em contato com as empresas 24 horas por dia, 7 dias na semana.

Inclusive, muitas das vezes em tempo real. Isso facilita muito o trabalho da sua equipe de vendas e de pós-vendas!

Outra vantagem do marketing digital é que é possível saber quantas pessoas abriram sua campanha de e-mail marketing, interagiram com seu post numa rede social, ou o desempenho dos seus anúncios no Google.

Você consegue saber quanto de dinheiro você investiu e quanto retorno você teve, quanto cada cliente custa para você, quanto custa conquistar cada novo interessado na sua marca, quantas pessoas viram seu vídeo, enfim.

 Isso é fundamental para saber quais estratégias são eficazes e quais devem ser abandonadas para economizar tempo e dinheiro.

E o melhor: a maioria desses dados você colhe praticamente em tempo real e pode fazer os ajustes necessários assim que for necessário.

Porém, com o marketing digital, você pode começar com zero investimento em anúncios e, mesmo assim, atrair uma quantidade significativa de público interessado na sua marca.

Isso apenas com conteúdo de qualidade e relevância para sua audiência, que vai educar e nutrir o público até que ele esteja confiante e pronto para comprar.

Outro ponto importante é que, ao investir no marketing digital, você consegue fidelizar melhor seus clientes.

Se você continua oferecendo conteúdo de altíssima qualidade e investe pesado em uma estratégia de pós-vendas e follow up, aumenta consideravelmente as chances de fazer com que esse cliente compre de novo de você ou recomende sua marca.

Portanto, se deseja ganhar notoriedade e autoridade no mercado, invista nas estratégias de marketing digital.

Quando você tem uma alta autoridade aos olhos do seu público, você conquista embaixadores da sua marca, que vendem seu produto ou serviço por você. O fato é que você se torna uma referência, além de se destacar em relação à concorrência.

Por fim, mas não menos importante, o marketing digital tende a aumentar suas taxas de conversão, já que direciona seus esforços para atingir o público certo.

Ou seja, você segmenta suas ações. Ao usar estratégias de marketing digital como o marketing de conteúdo e o inbound marketing para fazer a audiência vir até você e se preocupar em gerar valor para o público, você não se torna intrusivo.

Em resumo, temos como benefícios do marketing digital:

  • Investimento mais baixo do que na mídia tradicional;
  • Facilidade de mensuração dos resultados;
  • Maior possibilidade de alcance das ações para impactar um número maior de pessoas;
  • Possibilidade de realizar ações mais direcionadas ao público que se quer atingir;
  • Mais interação e engajamento com o público-alvo, em tempo real.

As vantagens acima deixam clara a importância de investir no marketing digital para ganhar presença online, se aproximar de seus clientes e promover seus produtos e serviços para o alcance de novos públicos.

Implementação Marketing Digital

Todas as empresas que desejam fazer a implementação do marketing digital, antes de qualquer coisa, precisam fazer um planejamento de marketing digital.

A elaboração de um plano de marketing digital define objetivos, metas e cronogramas. Ele é o responsável por guiar todas as ações do seu negócio e pode ser voltado tanto para a marca, produto específico ou serviço oferecido.

Vale reforçar que um plano de marketing digital bem elaborado pode ser a diferença entre o sucesso e o fracasso de um negócio.

Com um plano de marketing digital objetivo e direto, você reduz problemas e tem inúmeros benefícios, como:

  • Traçar metas e objetivos realistas;
  • Detalhar estratégias;
  • Criar um panorama da empresa em relação ao mercado;
  • Conhecer melhor seu público-alvo e entender como alcançá-lo;
  • Identificar vantagens competitivas em relação aos seus concorrentes;
  • Obter um mapeamento e desempenho completo das ações com relatórios e avaliações;
  • Justificar investimentos financeiros;
  • Visualizar com clareza os números do funil de vendas.

Para a implementação do marketing digital você precisa começar com uma pesquisa, que deve considerar o cenário em que sua empresa atua, o máximo de informações possíveis a respeito de seus concorrentes e o público-alvo, entre outros detalhes.

Para realizar sua pesquisa, pense nos objetivos que você quer alcançar com esse plano de marketing digital e estabeleça prazos de curto e longo prazo.

O recomendado é definir um objetivo geral da empresa e outro, mais específico, para cada campanha.

Entre estes objetivos de marketing digital, podemos ter, por exemplo:

  • Exposição e reconhecimento da marca;
  • Geração de Leads;
  • Vendas diretas no ambiente físico ou online;
  • Construção de um relacionamento com seus clientes;
  • Fidelização de clientes;
  • Atendimento e orientação ao cliente.

Além disso, pesquise sobre os hábitos online dos clientes e da concorrência também.

Com base nos dados dos clientes, é possível traçar um perfil para realizar a segmentação e produzir conteúdos relevantes, com uma linguagem adequada.

Assim, você pode conhecer os hábitos online dos clientes para chegar a eles mais facilmente, garantindo que sua mensagem seja a mais efetiva possível. Uma dica é criar uma persona para saber a fundo suas características, comportamentos, necessidades, desejos e anseios.

É muito importante também conhecer seus principais concorrentes, investigando os pontos negativos e positivos para fazer uma comparação com sua empresa.

Isso ajuda a entender quais são os diferenciais dos seus produtos e serviços, de forma a investir nas melhores estratégias de marketing digital para conquistar um número maior de clientes. Além disso, você aprende com sua concorrência, evitando seus erros.

Fazendo isso, você deve escolher os canais de marketing digital e formatos de conteúdo que vai utilizar.

Cada canal digital pode ser utilizado de uma maneira diferente para um objetivo diferente. Sendo assim, escolha as plataformas mais apropriadas para cada tipo de campanha de marketing digital, e de acordo com o público que se pretende atingir.

A variedade de canais para o marketing digital não implica na obrigação de usá-los todos. Você deve usar apenas aqueles que, por suas características, têm potencial para gerar tráfego qualificado para o seu site.

Em seguida, deve-se escolher o formato do conteúdo, que será um elemento fundamental para atrair o público-alvo. É necessário criar conteúdos de qualidade e relevantes. Produza materiais ricos que possam agregar valor e criar um relacionamento com os clientes.

A definição de um cronograma é fundamental para manter a periodicidade e fazer o acompanhamento da execução do plano de marketing digital definido.

Planeje a frequência de cada ação, qual área (ou pessoa) será responsável pela sua realização, qual o tempo que ela deve durar (ou prazo máximo para ser concluído) e os recursos necessários.

Elabore também um cronograma para a publicação dos conteúdos e campanhas, isso cria uma regularidade e uma conexão com seus possíveis clientes. Pesquise para entender os melhores dias e horários para postar conteúdo novo em cada rede social.

Não se esqueça de fazer o monitoramento constante dos resultados dessas ações para entender se o seu planejamento de marketing digital está funcionando.

Isso inclui verificar o número de visitas do site, a origem de cada visita, a compra dos produtos ou serviços oferecidos, taxa de cadastros, páginas com maior número de acessos, entre outros.

Para isso, conte com ferramentas de marketing digital de monitoramento, como o Google Anaytics, que mensura resultados como visitas, cliques e conversões.

Uma análise constante garante as mudanças e correções necessárias para melhorar seu plano de marketing digital.

De nada serve um plano de marketing digital se você não tiver os resultados de sua campanha. Assim, você terá acesso a informações de extrema importância para o seu negócio, como o ROI (retorno sobre investimento) e o CAC (custo de aquisição de clientes).

Uma questão que também deve ser considerada são os recursos disponíveis, tanto materiais e intelectuais, para que possamos planejar os aspectos financeiros do seu marketing digital.

Para isso, defina sempre os gastos de determinado período, pode ser mensal, trimestral ou até mesmo anual.

Quanto custa o Marketing Digital

O primeiro passo é reconhecer que Marketing Digital não é um gasto, e sim um investimento.

Gasto é o dinheiro que não volta, já o investimento é o dinheiro aplicado em algo que vai fazer com que ele volte maior. Sendo assim, é bastante razoável afirmar que quanto maior o investimento, maiores os ganhos dele decorrentes.

Além disso, o meio digital possibilita iniciar com um investimento bem baixo de acordo com o faturamento do seu negócio e o mesmo ir aumentando ou gradualmente de forma rápida e precisa.

Se você deseja saber quanto investir em marketing digital, primeiramente precisa avaliar qual o melhor caminho a ser tomado no seu negócio.

Para começar a estruturar quanto custa investir em marketing digital, você vai precisar ter a noção de todos os pontos que precisarão de investimento. Geralmente, será preciso de:

  • Profissionais capacitados: agência, freelancer ou funcionários contratados.
  • Ferramentas e mídias: algumas ferramentas de marketing online são gratuitas, mas outras exigem investimentos como links patrocinados, anúncios do Facebook, ferramenta de disparo de e-mail marketing, ferramentas de análise de resultados, etc.
  • Estrutura de trabalho: investimento em computadores, softwares, câmeras, etc.

Lembrando que o valor funciona apenas como uma média, cada empresa ou profissional, tem seus critérios para precificação. Por isso, se você planeja investir em marketing digital, antes de contratar faça uma boa busca por orçamentos. Depois compare todos para decidir o melhor caminho para sua empresa.

Para saber quanto custa o marketing digital e elaborar um orçamento para a sua empresa é preciso levar em consideração diversos fatores.

Confira as especialidades mais usadas em uma estratégia de marketing digital:

  • Criação de conteúdo e manutenção do blog

O blog é uma ferramenta muito importante para a estratégia de marketing digital da sua empresa, já que é uma forma de melhorar o posicionamento do site, atraindo mais visitantes e pessoas interessadas no seu conteúdo.

Assim, para manter o blog é preciso contratar um profissional especialista em criação de conteúdo.

Para criar conteúdo relevante e atrair a atenção de potenciais clientes, é preciso seguir algumas boas práticas do Google, como quantidade de palavras por texto, definição de palavras-chave, tamanho das frases, entre outras.

Além disso, é importante que o criador de conteúdo entenda sobre as técnicas de SEO para ajudar o seu site a se destacar nos mecanismos de busca.

  • Otimização para o Google – SEO

O SEO é a otimização para os mecanismos de busca, ou seja, é uma forma de ajudar o seu site a ficar bem posicionado e atrair mais visitantes. Para isso, é preciso ter conhecimento técnico e colocar em prática algumas configurações como:

  • Criar conteúdo relevante e otimizado;
  • Utilizar URLs amigáveis;
  • Ter um site com programação amigável;
  • Definir palavras-chave e meta tags para cada página;
  • Otimizar o site para dispositivos móveis;
  • Ter um site com carregamento rápido;
  • Entre outros.
  • Ferramentas de e-mail marketing

O e-mail marketing é um recurso de ótimo custo-benefício usado para uma abordagem promocional e comercial em larga escala.

Porém, é uma estratégia de comunicação direta para a criação e nutrição de Leads, com objetivo de manter um relacionamento constante e aumentar as chances de conversão de clientes.

Esta ferramenta de marketing digital garante um amplo alcance, já que a mensagem pode ser enviada para um número ilimitado de pessoas sem precisar ter maiores gastos com isso, o que gera alto retorno financeiro.

  • Gestão de redes sociais

As redes sociais são um dos principais canais de comunicação entre a empresa e seu público. É muito importante saber monitorar bem suas mídias sociais.

Esse trabalho vai muito além de postar fotos institucionais e aumentar o número de seguidores da página, pois envolve um trabalho direcionado para compartilhar conteúdo relevante ao seu público-alvo, de forma a engajar a audiência e se firmar como uma autoridade no assunto, capturando leads e levando mais pessoas a ingressar no seu final de vendas.

Além disso, cada rede social tem uma linguagem diferente e os conteúdos precisam ser adaptados para conseguir alcançar os resultados desejados.

  • Anúncios patrocinados – Google Ads

O Google Ads é uma plataforma de publicidade paga do Google, onde os anúncios são exibidos em forma de links patrocinados quando alguém realiza a pesquisa de um produto ou serviço por uma palavra-chave.

Existem muitas outras vantagens em investir na ferramenta de marketing digital, como possibilidade de segmentação por palavra-chave, ou seja, a seleção das melhores palavras para atrair o público que realmente interessa.

Para anunciar no Google Ads é possível investir quanto você quiser, mas antes é importante realizar um estudo prévio para ajudar a definir um valor mínimo de investimento. Por isso, para saber quanto custa o marketing digital é preciso levantar diversas variáveis.

Uma pequena empresa que ainda não tem grande disponibilidade de investimento, mas que já conseguiu traçar um objetivo inicial para o trabalho de marketing digital, pode se encaixar num orçamento básico (os valores podem variar):

  • Conteúdo: R$1.400
  • Design: R$1.600
  • Mídia paga: R$500 (investimento base mensal, podendo variar. Apenas em anúncios nas redes sociais)

Quanto investir em Marketing Digital

O planejamento é importante para que a empresa possa antever o gasto médio com marketing digital e alocar seu orçamento com maior eficiência.

É preciso compreender uma série de fatores que influenciam na hora de calcular seu orçamento, pois um passo em falso pode levar sua empresa a um prejuízo incomensurável.

Antes de tudo, é preciso que você se lembre de que ao investir em marketing digital seu principal objetivo é ter retorno em vendas, por isso o termo correto é realmente investimento e não gasto, como já citamos anteriormente.

Estudos indicam que conforme a etapa e objetivo que empresa esteja o percentual investido deve variar entre 5% a 20% do faturamento bruto anual.

Algumas pesquisas e profissionais sugerem que uma empresa deve investir cerca de 7% a 12% do seu faturamento bruto anual na área de marketing digital.

Esse percentual pode representar um começo para quem está começando a busca da resposta sobre quanto uma empresa deve investir em marketing digital, mas nem sempre é a resposta que vai ajudar sua empresa a alcançar seus objetivos estratégicos. Isso porque existem muitos fatores que podem interferir nessa medida.

Agora se você está começando sua empresa agora ou possui pouca maturidade digital, a sugestão de investimento é em torno de 8% a 20% do faturamento bruto anual, dependendo também do seu objetivo, quanto mais agressivo for, maior deverá ser o investimento.

Portanto, não existe uma fórmula pronta de quanto investir em marketing digital e independente do seu faturamento é importante ter em mente que para ter um crescimento contínuo e planejado você deve dedicar um percentual mínimo para essas ações de marketing digital.

Vale lembrar que não existe uma resposta pronta, você precisa levar em consideração qual é a realidade do seu negócio.  

Também existem empresas que fixam um percentual, de 3% a 5% do faturamento, por exemplo.  

Mas existe outra forma para definir o quanto investir e é justamente isso que a gente faz aqui na empresa: a técnica do montinho montão.

É uma técnica que consiste em aplicar um valor pequeno e aumentar o seu investimento aos poucos de acordo com os resultados.

Você pode começar com um orçamento de guerra, ou seja, um valor baixo que não atrapalhe o funcionamento do seu negócio caso não gere resultados.

Antes de determinar o seu investimento em marketing digital, é preciso definir, primeiramente, qual será o seu foco para o ano seguinte.

Quais são suas metas? Aumentar o número de conversões, criar maior fidelização e reconhecimento da marca, otimizar seu site para melhorar a experiência do cliente? Não importa!

Ao definir suas metas, é preciso pensar não apenas no que fazer, mas também no custo disso para a empresa. Geralmente, muitas organizações disponibilizam entre 6% a 10% do seu orçamento para marketing digital, porém, não é um valor inflexível e depende do segmento da empresa.

Vale ressaltar que suas metas devem levar em conta a disponibilidade financeira do negócio.

Ao elaborar um orçamento de marketing digital é recomendado buscar referências de gastos dos anos anteriores.

Isso porque, ao saber que o dinheiro aplicado em certas estratégias trouxe um bom retorno, você pode investir mais nelas.

Porém, também é importante apostar em novas ações. Muitas vezes, um custo maior trará retorno melhor. É tudo uma questão de ficar de olho nos números para não gastar com canais de marketing digital ineficientes.

É fundamental elaborar seu orçamento de marketing digital deixando algum dinheiro reservado, ou seja, deixar uma margem de segurança caso haja imprevistos.

Geralmente, muitas empresas trabalham com uma margem de mais ou menos 20%. Dessa forma, elas terão uma folga no seu orçamento, o que permitirá uma mudança de tática se necessário.

Como uma das grandes vantagens do marketing digital é a quantidade de ferramentas que ele disponibiliza, você pode fazer o monitoramento constante para a mensuração dos resultados.

A primeira métrica que deve ser analisada é o ROI (Retorno sobre o Investimento), pois é por meio dele que podemos saber se a empresa está ganhando ou perdendo dinheiro com suas ações.

Ao verificar o valor do ROI, fica claro se os seus investimentos tiveram resultados tangíveis, e, a partir desse dado, é possível elaborar um orçamento para o ano seguinte com maior confiança e solidez.

Comparando todas as métricas e valores e tendo em mãos os principais resultados é possível determinar seu orçamento de marketing digital.

Lembrando que vários fatores podem influenciar nesses números, por isso, não se deve deixar de acompanhar as outras métricas de marketing digital.

Além do mais, ao buscar compreender quanto investir em marketing digital, nunca é demais olhar para os números do passado para prever o futuro.

Sendo assim, como vimos, distribuir seu orçamento de marketing digital exige um processo mais complexo do que se imagina.

Por isso, o mais indicado para saber quanto investir em marketing digital é trabalhar em parceria com uma agência especializada no assunto, pois ela poderá fazer um planejamento estratégico que abranja seu budget de forma mais otimizada e inteligente, evitando-se, assim, gastos desnecessários e ações erradas.

Concluindo, não adianta de nada ter um ótimo valor para fazer o seu investimento em marketing, se você não souber para onde direcionar os seus esforços.

Nunca se esqueça: você precisa direcionar os seus esforços para o marketing digital. 

Importância dos dados em Marketing Digital

Atualmente, com a grande quantidade de dados disponíveis, é necessário saber como usá-los de maneira estratégica para otimizar os resultados da sua empresa. Entender em qual cenário o seu negócio está inserido é essencial para definir estratégias e tomar decisões. 

Os dados referentes aos recursos utilizados para colocar em prática o seu planejamento de marketing digital são fundamentais. E podem determinar o seu sucesso do seu negócio na rede.

E-mail marketing, links patrocinados, redes sociais e marketing de conteúdo, por exemplo, são algumas ferramentas utilizadas, que por sua vez representam dados específicos.

Certamente para que suas estratégias de marketing digital sejam eficientes e tragam resultados para o seu negócio, elas precisam ser acompanhadas corretamente.

Portanto, é essencial que você acompanhe as métricas constantemente. Assim poderá verificar o que está sendo efetivo, e quais estratégias não estão apresentando bons resultados.

Uma análise bem feita das métricas obtidas certamente trará a resolução de todos os seus problemas. Tanto para entender o que está acontecendo como para ajudar na tomada de decisões para novas estratégias.

 A análise de resultados de marketing digital é um processo feito através de métricas, que são sistemas de mensuração que quantificam uma tendência, um comportamento ou uma variável de negócio, permitindo medir e avaliar o desempenho de qualquer ação de marketing.

As métricas a serem analisadas são estabelecidas de acordo com os objetivos e metas de cada negócio. São importantes para identificar acertos e falhas, corrigir erros, otimizar campanhas de marketing digital e tornar a tomada de decisão mais inteligente.

Através das métricas é possível avaliar o desempenho de qualquer ação de marketing digital, como Retorno sobre o Investimento (ROI), Custo de Aquisição por Cliente (CAC), alcance das publicações em uma rede social e tempo de permanência no site.

Acompanhar os resultados para as principais ações do seu plano de marketing digital também auxilia nas tomadas de decisão e serve como uma base de dados concretos para justificar os investimentos na sua empresa.

 Assim, com números em mãos, será muito mais fácil propor novas estratégias de marketing digital e determinar orçamentos necessários para a implementação.

De fato, é por meio da avaliação das métricas que é possível determinar quais objetivos têm alcançado bons números ou não e, assim, direcionar investimentos para potencialização dos lucros ou focar esforços para redução dos prejuízos.

A análise de dados no marketing digital está ligada a diversos benefícios, como:

  • Conhecer os clientes: saber quem são seus clientes e quais as preferências deles é uma grande vantagem desse recurso, pois apenas com estratégias corretamente direcionadas será possível impactar positivamente os consumidores e obter melhores resultados em vendas;
  • Segurança estratégica: diferentemente dos planos desenvolvidos com base em intuições, essa solução permite tomar decisões mais estratégicas, o que proporciona maior segurança para o negócio em longo prazo;
  • Previsibilidade: ser pego de surpresa por uma nova tecnologia ou mesmo uma crise pode ser extremamente prejudicial para a marca. No entanto, com capacidade preditiva, há uma segurança maior de desenvolver planos que considerem esses cenários, minimizando os danos;
  • Foco em metas: ao trabalhar com métricas, a empresa consegue ser mais pragmática com as metas estipuladas individualmente e em equipe, permitindo manter o foco e alcançar os objetivos almejados;
  • Melhores resultados: por fim, esse conjunto de benefícios possibilita uma melhora dos resultados, otimizando campanhas e aumentando as vendas.

Concluindo, a análise de dados no marketing digital vai ampliar seus conhecimentos e fazer você enxergar um plano geral sobre a sua empresa, o que garante uma gestão mais eficiente.

Diante da visão ampla, fica muito mais fácil também analisar as consequências das tomadas de decisões. Isso porque com a mensuração dos resultados de marketing digital você consegue ver se a campanha está atingindo o público certo ou se é preciso fazer um ajuste.

Assim pode, inclusive, utilizar a mensuração de resultados para auxiliar no planejamento de estratégias ou eventuais correções de rotas.

Com isso, você pode focar no que não está dando resultado ou no que ainda não tem um bom desempenho, e começar a planejar e desenvolver melhorias em cima disso.

Além de todo o conhecimento que uma boa mensuração de resultados proporciona no marketing digital, com ela é possível garantir uma maior produtividade, algo tão procurado pelas empresas.

Isso só é possível, porque, quando se analisa de perto os resultados obtidos, sejam eles de venda, de ações ou campanhas, pode-se destacar o que funcionou mais, para replicar a mesma situação, e o que funcionou menos, para evitá-la futuramente.

A internet permitiu que as empresas pudessem traçar e analisar métricas de forma mais precisa e assertiva. Entretanto, no marketing digital, não basta ter uma pilha de documentos e relatórios se você não souber como analisar e usar essas informações de forma estratégica. 

O principal benefício da análise de dados é para que a empresa consiga se manter competitiva no mercado e à frente dos seus concorrentes, sendo relevante para os clientes e se tornando capaz de atender (e superar) suas expectativas. 

Entendeu porque os dados são tão importantes no Marketing Digital?

Como fazer Marketing Digital?

Para começar a fazer marketing digital é preciso conhecer bem o seu mercado de atuação, já que as ações tomadas vão influenciar desde o planejamento até a execução da campanha.

Além disso, esse plano de marketing digital vai representar o posicionamento da sua empresa, desta forma, ele precisa estar de acordo com a visão, missão, valores e objetivos dela.

Então, todo plano de marketing digital eficiente deve começar pela pesquisa e ser concluído pela análise de resultados.

Se você não entende muito do assunto, o ideal é contar com um analista de marketing digital para desenvolver um plano para sua empresa. Assim, ele fará todo o acompanhamento do que foi elaborado para possíveis correções e mudanças.

Uma dica muito importante é fazer as anotações de todas as ações, sem exceção.

Uma recomendação fundamental para quem deseja saber como elaborar um plano de marketing digital: Antes de tudo, defina muito claramente seus objetivos.

 Ao traçar um objetivo você deve especificar claramente o que deseja com as suas ações de marketing digital para que seu planejamento seja bem focado.

Sabendo disso, você precisa fazer uma pesquisa das características do seu público-alvo. Atualmente temos diversas ferramentas na Internet para saber com exatidão qual é perfil de visitantes de um determinado site.

Com base nesta análise podemos traçar o perfil de um determinado público, ou seja, uma persona e, assim adequar a linguagem e o conteúdo a ser produzido para nossas ações.

Além disso, você também poderá direcionar suas campanhas de marketing digital para quem realmente interessa, usando ferramentas de segmentação disponíveis, como o Google e Facebook Ads.

A personificação do seu público vai ajudá-lo bastante na hora de entender o comportamento do grupo, suas necessidades e anseios.

Agora é hora de estabelecer suas principais estratégias de marketing digital. Vale ressaltar que dependendo do segmento em que você estiver trabalhando, algumas estratégias funcionam melhor do que outras.

Para facilitar sua vida, confira uma lista com as principais estratégias de marketing digital:

  • Automação de marketing
  • Blog
  • E-mail marketing
  • Inbound Marketing
  • Marketing de conteúdo
  • Marketing de afiliados
  • Publicidade
  • Redes sociais
  • SEO
  • SEM.

É importante lembrar que, mais tarde, você poderá reunir dados para saber se as estratégias de marketing digital  foram um sucesso ou se precisam de melhorias.

Logo no início do projeto de marketing digital é necessário definir quais são os canais mais apropriados para cada tipo de campanha em função do público alvo que pretendemos atingir.

Você deve usar apenas aqueles que, por suas características, têm potencial para gerar tráfego qualificado para o seu site.  Isso porque o investimento em marketing digital precisa estar focado em resultados.

A próxima etapa é definir o cronograma do seu plano de marketing digital.

Planeje a frequência de cada ação, qual área (ou pessoa) será responsável pela sua realização, qual o tempo que ela deve durar (ou prazo máximo para ser concluído) e os recursos necessários.

Elabore também um cronograma para a publicação dos conteúdos e campanhas, isso cria uma regularidade e uma conexão com seus possíveis clientes. Pesquise para entender os melhores dias e horários para postar conteúdo novo em cada rede social.

Falando nisso, a produção de conteúdo é uma das etapas mais importantes ao fazer marketing digital.

O consumidor moderno está em busca de informações antes de comprar alguma coisa e essa informação precisa ter qualidade e ser facilmente encontrada.

Elas procuram por soluções. Normalmente, o seu consumidor estará atrás de instruções, tutoriais, informações e notícias quando esbarrar em um produto que o interessa.

Por isso, você precisa fornecer essas informações.

Montar um blog e manter perfis ativos nas redes sociais com dicas, tutoriais e notícias é mais do que fundamental para o seu plano de marketing digital.

Essa é, hoje, uma das estratégias de marketing digital mais eficiente.

Além de proporcionar melhora no seu ranqueamento nas buscas, esse tipo de conteúdo fortalece sua marca e seu vínculo com o consumidor.

Ele passará a contar com sua empresa como fonte de informação, além de fornecedora de soluções.

Portanto, é imprescindível criar um conteúdo de qualidade e que seja relevante para sua audiência. Produza materiais ricos que possam agregar valor e criar um relacionamento com os clientes.

Antes de pensar em como elaborar um plano de marketing digital, precisamos definir como essas ações online serão acompanhadas e verificadas em termos de resultados.

Afinal, de nada serve um plano de marketing digital se você não monitorar os resultados para saber se sua estratégia está dando certo ou não.

Para isso é necessário definir quais as ferramentas de monitoramento, como o Google Analytics, por exemplo, serão utilizadas para mensurar resultados.

Quando você tem um conjunto de metas de marketing digital bem definido, consegue avaliar o sucesso da campanha em tempo real. Isso possibilita que ações corretivas sejam aplicadas se necessário.

Também fica muito mais fácil identificar onde estão os problemas, onde é preciso investir mais e que áreas de investimento não valem a pena.

Os 4 Ps do Marketing Digital

Também chamado de Mix de Marketing ou Composto de Marketing, os 4Ps do Marketing  são os pilares que sustentam todas suas estratégias.

  • Produto

O produto se refere àquilo que a empresa vende.

Em resumo, o produto é tudo aquilo que é disponibilizado ao consumidor, pensando nas necessidades do público-alvo. É qualquer coisa que uma empresa consiga produzir e disponibilizar por um valor, e que outra pessoa queira adquirir e esteja disposta a pagar aquele valor.

Produto está ligado à ideia de satisfazer um desejo ou uma necessidade de um mercado.

Aqui se trata de achar o produto certo. E um produto certo é aquele que atende às necessidades de seus clientes.

É fundamental entender os problemas que o produto está tentando resolver. Os benefícios oferecidos pelo produto e todas as suas características precisam ser entendidos e a única proposta de venda do produto precisa ser estudada.

Para isso, existem algumas perguntas que podem ajudar a encontrar ou melhorar seu produto:

·         O que o cliente quer do produto?

·         Que necessidades satisfaz?

·         Quais recursos ele tem para atender a essas necessidades?

·         Como e onde o cliente irá usá-lo?

·         Como ele se diferencia dos seus concorrentes?

  • Preço

O segundo dos 4 Ps do marketing é o preço. Definindo de forma simples, é quanto um cliente está disposto a pagar por um produto.

O preço, obviamente, se refere ao valor de venda do seu produto, o quanto ele custa para a aquisição pelo cliente.

Quando se trata de preço, muitos se preocupam em saber se estão determinando preços corretos. Devem-se levar em conta os custos e despesas fixas e variáveis para sua comercialização.

Por um lado, busca-se ser justo perante o consumidor, entregando um preço real para a aquisição de um produto ou serviço.

Mas por outro, o medo de estar prejudicando o mercado, com preços muito mais baixos que o concorrente, fazem o comerciante repensar seu modo de precificar.

Antes de tudo, devem-se esclarecer os objetivos que o comerciante busca na determinação de preços.

Se sua marca tiver valor para o cliente, ele não irá se importar em pagar mais pelo seu produto.

Perguntas que podem te ajudar a definir o preço:

·         No seu mercado, o preço é uma questão muito sensível? Ou seja: uma pequena queda no preço irá aumentar sua participação no mercado?

·         Como é a prática de desconto oferecida pelos seus concorrentes neste mercado?

·         Como está o seu preço em comparação com os concorrentes?

  • Praça

O nome “praça” nem sempre é entendido com clareza, mas seu significado dentro de uma estratégia de marketing é o de lugar. Ou seja, onde o produto é oferecido.

O conceito faz mais sentido em inglês, já que praça diz respeito à Placement.

O placement seria algo como colocação no mercado. Diz respeito a como o consumidor entra em contato com um produto. Trata-se do lugar onde algo é anunciado e vendido.

Para entender a ideia de Praça, é possível realizar algumas perguntas sobre o produto ou serviço disponibilizado:

  • Como seus concorrentes podem ser encontrados?
  • Onde seu cliente entra em contato com seu produto?
  • Quais os canais de distribuição disponíveis?
  • Quais os meios digitais de relacionamento com o cliente?

Isso porque é preciso saber quais canais seu consumidor utiliza para adquirir seus produtos e quais os melhores locais para oferecê-los.

Dentro do marketing digital, é possível que as ideias de praça e promoção sejam apresentadas e representadas no mesmo local.

Por exemplo, atualmente é possível anunciar um produto e já vendê-lo sem sair do Facebook.

  • Promoção

Aqui o P de Promoção não tem nada a ver com os descontos que você vai dar. Não se trata dessa promoção.

Por promoção, entenda o conjunto de ações empregadas com o objetivo de divulgar sua marca e o que ela oferece, de modo a fazer dela uma escolha natural quando uma necessidade de consumo surgir para o seu público.

Isso envolve tanto os canais de marketing digital nos quais a divulgação vai acontecer quanto a mensagem que vai transmitir a partir deles.

Sendo assim, você tem que procurar as melhores estratégias de marketing digital para promover seus produtos e serviços, de forma a cativar seus clientes e possíveis clientes.

Quando falamos em marketing digital, é aqui onde os esforços de comunicação serão direcionados, para informar e persuadir o seu público-alvo, gerando a necessidade de aquisição.

Para entender o que o seu cliente deseja, esteja sempre atento às pesquisas de satisfação. Fica mais fácil descobrir o que as pessoas pensam da sua empresa, obter feedback sobre o seu produto e atendimento.

Perguntas que podem te ajudar a encontrar a melhor forma de fazer sua promoção:

·         Onde o seu público está? É mais fácil se comunicar por ele no celular? No rádio? Na TV? Ou enviando e-mails?

·         Em quais momentos do ano você encontra maior possibilidade de promover seu produto? Existe alguma sazonalidade no seu mercado?

·         Existe alguma questão de ordem ambiental, religiosa, cultural ou de saúde que impede a promoção do seu produto em determinada época do ano ou para um grupo de pessoas em específico?

·         E claro, sempre de olho nos concorrentes: como eles fazem as próprias promoções?

Os 8 Ps do Marketing Digital

Um plano de marketing digital que só leva em consideração os 4 Ps tradicionais do mix de marketing já está defasado. Isso se deve aos novos cenários de consumo que surgiram.

Com um público mais conectado, exigente e imediatista, é preciso pensar além. É por isso que surgiram os novos Ps do marketing digital.

Desenvolvido por um brasileiro e já bastante divulgado no mundo todo, os 8 Ps do marketing digital tem o foco no cliente. Desde a captação, passando pelo relacionamento até o seu retorno.

Ampliando o conceito do mix de marketing digital, os 8Ps correspondem à Pesquisa, Planejamento, Produção, Publicação, Promoção, Propagação, Personalização e Precisão.

  • Pesquisa

Como já vimos anteriormente, um plano de marketing digital começa na pesquisa.

É através da pesquisa – seja ela de público, mercado, canais de distribuição – que o profissional de marketing digital pode basear e definir seu plano de ação com informações reais e assertivas acerca do que se deseja atingir.

E um dos benefícios que o marketing digital trouxe foi uma infinidade de ferramentas para levantamento de dados, com métricas específicas para cada tipo de negócio, produto ou público.

Um exemplo simples é a criação de um formulário online, divulgado nas redes sociais e que entregue algo em troca da resposta. Ou até mesmo, uma boa conversa com os clientes para entender um pouco mais sobre seus interesses e identificar mais características do seu comportamento.

  • Planejamento

Com base nos dados coletados na pesquisa, é hora de planejar as estratégias de marketing digital que serão utilizadas para atingir o público.

É durante o planejamento de marketing digital que se definem as ferramentas que serão utilizadas, quais os objetivos e os meios para que isso aconteça.

Mas também não se esqueça de que as pessoas podem estar em diferentes estágios da compra.

Por isso, o marketing digital exige muito planejamento: é preciso definir o que será publicado, para quem e quando será enviado, em quais redes e que dias e horários, tudo isso antes de iniciar uma campanha.

  • Produção

Agora que você já tem um planejamento de marketing digital montado é preciso e colocá-lo em prática. Produção significa mão na massa!

É preciso produzir um site institucional para a marca, além de um espaço para publicações constantes, como um blog integrado ao site (este blog é uma das ferramentas mais importantes para o marketing digital de uma marca e será a principal maneira de atração de público).

A sua produção de conteúdo deve seguir a linguagem do seu público. Deve acontecer onde seu público se encontra.

Também é necessário criar perfis para as redes sociais que mais se encaixem com o seu negócio e iniciar a produção de conteúdo de qualidade e relevante para seu público-alvo.

  • Publicação

Com a produção iniciada você já pode avançar para o 4º P do marketing digital, a publicação. Nesta fase começam as publicações do conteúdo relacionado que você já estava produzindo.

Lembre-se das pesquisas para saber o que mais agrada seus consumidores, produza seu conteúdo a partir disso e publique no seu site ou blog e nas redes que mais se encaixam ao seu empreendimento.

Ao publicar seu conteúdo em um blog ou site, você deve estar muito atento às melhores práticas do SEO (Otimização para os Mecanismos de Busca), para que o seu conteúdo apareça o topo das pesquisas.

O seu objetivo é estar no topo das pesquisas do Google, já que a maioria das pessoas raramente pula para a segunda página, quando não encontram aquilo que estão pesquisando logo no início.

  • Promoção

Uma das principais características do marketing digital é a de que ele não é agressivo e visa atrair o cliente de maneira passiva, fazendo com que ele se interesse primeiro pelo que você diz e depois pelo que você vende.

Portanto, para criar um relacionamento de confiança e duradouro com os clientes é imprescindível investir em mídia patrocinada como anúncios no Google Ads, Facebook Ads e LinkedIn Ads para gerar bons resultados para as visitas em suas publicações.

O importante é ter em mente que aqui serão utilizadas estratégias de SEM e marketing digital em mecanismos de busca, links patrocinados e compra de espaços reservados a mídias digitais, em sites, blogs e redes sociais.

  • Propagação

O P de Propagação no marketing digital está relacionado ao alcance orgânico da sua publicação.

A propagação acontece, primordialmente, nas redes sociais. É ali onde seu público interage com sua marca, com outras marcas e, o mais importante, com outros potenciais clientes.

Para que sua publicação viralize é necessário produzir conteúdos inteligentes, que se espalhe naturalmente por toda a internet, revertendo em vendas e divulgação gratuita entre diversos nichos e públicos.

  • Personalização

No P de personalização a sua campanha de marketing digital está começando a dar os primeiros resultados.

Isso porque os clientes começaram a entrar em contato com você, pois estão interessados no que você tem a oferecer a eles.

Por isso esteja atento ao conceito de automação de marketing. Os chamados bots são uma das tendências do marketing digital dos próximos anos.

Personalizar o atendimento ao cliente de modo automático, mas que funcione e solucione o problema do seu cliente, é primordial.

  • Precisão

Uma das maiores vantagens do marketing digital são as possibilidades de mensuração dos resultados de cada ação.

É possível analisar o perfil de quem interage com você, a porcentagem de pessoas que abriram e/ou clicaram em um email marketing, o conteúdo mais acessado do seu site, etc.

 Essas análises de marketing digital devem ser feitas periodicamente para a otimização das ações e conteúdos. Seu planejamento de marketing digital deverá levar em consideração mudanças rápidas e adequações que permitam alterar a campanha, de modo a alcançar os resultados esperados.

Os Principais Conceitos de Marketing Digital

Antes de colocar o seu plano de marketing em prática é fundamental conhecer os principais conceitos de marketing digital.

Conhecer os termos do marketing digital para, então, aplicá-los à estratégia do negócio é tarefa essencial para qualquer pequeno e médio empreendedor que quer continuar promovendo o desenvolvimento de sua organização.

  • Persona

Persona ou buyer persona, é um perfil fictício detalhado criado para representar o cliente ideal de uma empresa.

A Persona é uma personificação do público baseada em dados reais sobre características demográficas e comportamentais dos consumidores, bem como suas histórias pessoais, objetivos, desejos, preocupações, necessidades, motivações e desafios.

É um termo muito utilizado no marketing digital e se popularizou com o Inbound Marketing, já que a Persona guia a criação de conteúdos e estratégias de Marketing Digital.

Elas são criadas para ajudar a compreender melhor quem é o cliente e do que ele precisa para oferecer as soluções mais adequadas para seu problema ou necessidade.

Assim, também é possível fazer o levantamento de informações para criar conteúdos relevantes e segmentados, com linguagem apropriada para aquele público, a fim de chegar ao cliente certo e aumentar as conversões em vendas.

  • Lead

No marketing digital, um lead é alguém que entra em contato com sua empresa através de algum canal em busca de mais conhecimento ou informações sobre seu produto ou serviço. É uma pessoa que demonstra interesse no que você tem para oferecer, ou seja, é um consumidor em potencial.

Normalmente, o lead é uma oportunidade de venda gerada por uma ação de marketing digital. Mas não significa que um lead se tornará um cliente.

Por mais que não tenha feito nenhuma compra ainda, o lead está sempre acompanhando e interagindo em suas redes. E em troca de conteúdos relevantes está disposto a passar informações pessoais, como nome, e-mail e telefone. E desta forma é feita a captura dos dados de um Lead.

  • Funil de vendas

O funil de vendas é todo o percurso percorrido pelo cliente desde que ele fica sabendo da existência da sua marca até o momento em que ele efetua a compra do produto.

Com isso, a empresa passa a montar um conjunto de fases estratégicas de marketing digital para acompanhar o cliente nessa jornada.

Quando o consumidor começa a considerar a aquisição de um produto ou serviço, ele entra no funil de vendas. O trabalho em cada etapa desse processo é essencial para qualificar o cliente e fechar um novo negócio.

  • Landing Page

Uma landing page é uma página de um site otimizada utilizada apenas para realizar conversões.

Ela serve para conseguir o contato de potenciais clientes para depois fazer uma abordagem focada e personalizada ou oferecer produtos e serviços.

A landing page é geralmente formada por um formulário, uma oferta e uma call to action, que pode ser inscrições em cursos, download de e-books, realização de uma compra, entre outros.

É uma página projetada para receber usuários e direcioná-los para uma ação, o que aumenta as taxas de geração e conversão de Leads.

  • SEO

O SEO (Search Engine Optimization) é uma estratégia de otimização para mecanismos de busca para obter resultados organicamente, ou seja, sem pagar por anúncios.

É uma estratégia de marketing digital essencial para que sua empresa ganhe destaque, visibilidade no mundo digital e, consequentemente, mais leads, clientes e vendas.

A otimização garante que o conteúdo de seu site ou blog apareça nas primeiras posições nas ferramentas de busca do Google, gerando tráfego e autoridade para sua marca.

  • CTA

O call to action (CTA) ou chamada para ação, é qualquer chamada – visual ou textual – que leve o leitor ou visitante de uma página a realizar alguma ação imediata.

Desta forma, o CTA é uma ferramenta de marketing digital fundamental para promover suas ofertas de marketing digital e gerar mais leads. Exemplos de call to action podem ser “clique aqui”, “baixe agora”, “teste gratuito”, etc.

Ele é muito utilizado em e-mails marketing, landing pages, blogs e anúncios.

Com o CTA você pode garantir aos leitores a visualização de outros conteúdos voltados ao perfil de cada pessoa, em troca dos dados básicos dos clientes, como nome, idade, telefone e e-mail.

O call to action é normalmente apresentado em forma de botão ou link no corpo do texto ou até mesmo em vídeos. Vale ressaltar que, o CTA deve ser um chamado e não uma imposição.

  • E-mail marketing

O Email Marketing é umas das estratégias de Marketing Digital que visa criar e manter um relacionamento duradouro com os clientes, gerando os melhores resultados nas vendas.

Esta forma de publicidade é feita através do contato por email entre empresas e seus possíveis clientes gerados a partir de uma segmentação.

Diferente do spam, o Email Marketing tem como foco atingir apenas os interessados nos serviços e produtos que se deseja oferecer.

Além disso, com o Email Marketing é possível fazer a mensuração dos dados de forma fácil para realizar os ajustes necessários no disparo das próximas campanhas.

Os Emails Marketing precisam ser personalizados e ter conteúdo relevante. Alguns exemplos de Email Marketing: promoções, confirmações de compras, newsletter, sazonais (datas comemorativas), atualizações do blog, convite para eventos, entre outros.

  • Inbound Marketing

O inbound marketing é uma estratégia de marketing digital que tem como objetivo atrair o público-alvo através da criação e compartilhamento de conteúdos de qualidade.

Em outras palavras, a ideia é atrair o cliente por meio de conteúdo relevante para criar um relacionando direto e duradouro com ele.

A partir daí, as pessoas impactadas por esse conteúdo tendem a se sentir confiantes a ponto de permitir que a empresa se aproxime cada vez mais, o que pode resultar na venda. Ou seja, no Inbound Marketing, é o cliente que procura pela empresa e não o contrário.

Qual é a melhor estratégia de Marketing Digital?

Existem diversas estratégias de marketing digital, todas com o mesmo objetivo: fortalecer uma marca e criar um relacionamento com o cliente para gerar mais leads e possibilidades de negócios.

Porém, para se destacar em meio à concorrência e alcançar seus objetivos de marketing, precisamos encontrar o melhor meio para o seu tipo de negócio.

Pensando nisso, separamos as estratégias de marketing digital mais utilizadas do mercado. Conheça:

  • Marketing de conteúdo

O marketing de conteúdo é uma estratégia de marketing digital que tem como objetivo oferecer conteúdos de qualidade e relevância, que ajude os clientes a solucionar seus problemas.

É uma das maneiras de despertar o interesse do público em sua marca, mostrando que você tem o que ele procura, a fim de garantir que eles se tornem futuros clientes.

Mas, para isso, é importante conhecer sua persona para a criação de conteúdos direcionados, ter um cronograma de postagens, otimizar o texto com estratégia de SEO para melhor posicionamento nos motores de busca e diversificar o tipo de comunicação.

  • Inbound Marketing

No inbound marketing, a estratégia de marketing digital tem como base a criação e compartilhamento de um conteúdo que seja relevante para atrair as pessoas, despertando o interesse do público nos produtos e serviços da marca.

Desta forma, as empresas procuram entender as necessidades e desejos de seus clientes em potencial para oferecer as soluções mais assertivas.

Essa estratégia de marketing digital permite estabelecer um canal de comunicação e um relacionamento de confiança com o público, criando uma audiência fiel e gerando um número maior de leads. Mas, para que isso funcione, é necessário alinhar o conteúdo produzido com os interesses do público.

  • SEO/Busca Orgânica

O SEO (Search Engine Optimization) é uma estratégia de marketing digital de otimização para mecanismos de busca para obter resultados organicamente, ou seja, sem pagar por anúncios.

A otimização garante que o conteúdo de seu site ou blog apareça nas primeiras posições nas ferramentas de busca do Google.

Afinal, quanto mais próximo ao topo de uma lista de busca o site da empresa estiver, mais chances ela terá de entrar em contato um potencial cliente e gerar oportunidades de negócios.

Sendo assim, é fundamental investir no SEO para atrair tráfego orgânico e qualificado para seus canais de marketing digital no médio e longo prazo.

  • Mídias sociais

As mídias sociais representam uma grande importância nas estratégias de marketing digital. Isso porque as redes sociais são usadas pela maioria da população, se tornando um canal direto e eficaz para a comunicação e oferecimento de conteúdo de qualidade.

As redes sociais ajudam a aumentar o alcance, engajamento e visibilidade das empresas. Influenciando também os clientes na hora da compra.

A sua empresa não precisa estar necessariamente em todas as redes sociais, então avalie quais são as mídias mais utilizadas pela sua audiência e a quantas você conseguirá se dedicar — afinal, a escolha de imagens, a edição e a escrita de conteúdo costumam levar um tempo considerável da sua equipe. 

  • Links patrocinados

Se você, como cliente, está procurando um serviço ou um produto para comprar, recorre aos mecanismos de busca, certo? Os seus consumidores fazem o mesmo e é por isso que os links patrocinados são importantes nas estratégias de marketing digital.

A mídia paga é uma modalidade de estratégia de marketing digital que busca promover conteúdos por meio de anúncios.

Sua grande vantagem é que ela possui a possibilidade de segmentar o perfil do público que será atingido pelos anúncios.

Isso garante campanhas de marketing digital mais efetivas e com melhor custo-benefício, já que os investimentos iniciais são menores e o retorno é maior. Por isso, separe uma verba para investir em links patrocinados.

As plataformas mais conhecidas são o Google Adwords, Facebook Ads (que também contempla anúncios no Instagram) e Linkedin Ads.

Cada uma dessas estratégias de marketing digital possuem suas vantagens e desvantagens, portanto, antes de começar a investir é necessário estudar o funcionamento de cada uma e sua relevância para os objetivos e a realidade da sua empresa.

Se você precisar de ajuda para decidir qual estratégia adotar, o mais indicado é contar com uma agência que preste consultoria em marketing digital.

Dessa forma, o consultor vai analisar a situação atual da empresa, realizar comparações com os concorrentes, estudar o público-alvo, indicar as estratégias digitais e auxiliar os gestores a entender como tudo isso funciona em conjunto.

Essa é uma boa estratégia para empresas iniciantes ou que, apesar de entenderem a importância do investimento em marketing digital, ainda não sabem por onde começar.

SEO para Marketing Digital

Se você trabalha com marketing digital, com certeza já ouviu falar em SEO e a importância de aplicar essas técnicas para ter uma página na web otimizada.

Apesar de os anúncios na internet trazerem um retorno mais imediato, essa estratégia de marketing digital não deve ser a única considerada na hora de atrair visitantes para seu site.

Aparecer na primeira página do Google confere uma visibilidade indispensável para quem deseja ampliar seu alcance na internet.

Isso porque a maioria dos internautas clica apenas nos resultados da primeira página, pois geralmente esses resultados são capazes de atender às necessidades e dúvidas do usuário.

Para isso, é fundamental fazer um checklist de SEO (Search Engine Optimization), que consiste numa planilha de acompanhamento de melhorias, otimizações e tráfego orgânico do seu site.

O SEO (Search Engine Optimization) é uma estratégia de otimização para mecanismos de busca para obter resultados organicamente, ou seja, sem pagar por anúncios.

A busca orgânica, ou seja, aqueles resultados que não são de anúncios nos buscadores, é capaz de gerar visitas de um público com mais interesse pelos seus produtos. Dessa forma, suas chances de vender aumentam muito mais.

Essa estratégia de Marketing Digital é essencial para que sua empresa ganhe destaque, visibilidade no mundo digital e, consequentemente, mais leads, clientes e vendas.

A otimização garante que o conteúdo de seu site ou blog apareça nas primeiras posições nas ferramentas de busca do Google, gerando tráfego e autoridade para sua marca.

Existem diversas técnicas de marketing digital que você deve aplicar para mostrar aos buscadores que o seu site pode oferecer a melhor experiência e, assim, melhorar seu ranqueamento.

Sendo assim, é fundamental investir no SEO para atrair tráfego orgânico e qualificado para seus canais no médio e longo prazo.

Pela alta eficiência na ferramenta, o SEO é um dos principais (ou principal) aliado do marketing digital.

Todo termo relevante que aparece nos primeiros tópicos do Google aparece nas SERPs (Search Engine Results Pages), uma ferramenta para análise de SEO que qualifica e determina sites com grande quantidade de tráfego.

Então, para ter destaque neste sistema, é necessário aprender como o algoritmo do Google é lido e interpretado, para logo após, trabalhar com boas estratégias de SEO em marketing digital.

Quando realizamos uma pesquisa no Google, a resposta obtida não é aleatória. Ela é embasada em mais de 200 fatores de ranqueamento.

Separamos um checklist de SEO com itens que devem ser levados em consideração na hora de potencializar seus resultados para os motores de busca no marketing digital. Confira!

  • Uso adequado de palavras-chave

No marketing digital, as palavras-chave correspondem ao principal instrumento de pesquisa na internet.

Sendo assim, o trabalho de SEO no marketing digital começa com um diagnóstico de palavras-chave. Assim, é possível saber quem são seus concorrentes, o que eles estão fazendo e, principalmente, o que os consumidores estão buscando no Google.

A partir daí, você precisa adequar cada palavra-chave à sua estratégia de funil de vendas para campanhas, ou seja, você precisar ter palavras-chave únicas para o topo do funil, quando os consumidores só estão pesquisando por curiosidade, e também palavras-chave mais longas, para quando comprador já souber o que quer.

Uma vez definidas, utilize as palavras-chave ao longo dos seus artigos. Isso deve ser feito de maneira natural. Porém, tenha cuidado com o exagero, o excesso pode ser prejudicial, especialmente se elas forem aplicadas de forma não contextual.

É importante ressaltar que, a aplicação das palavras-chave demanda muito estudo de marketing digital para desenvolver uma técnica que consiga combinar termos com alto volume de buscas e baixa competitividade.

  • Conteúdo de qualidade

Definidas as palavras-chave, é hora de produzir conteúdo de qualidade sobre elas, o que é prioridade quando o objetivo é otimizar os resultados para o público.

Ou seja, quanto melhor for o seu conteúdo (mais completo e bem escrito), maiores são as chances de você figurar nas primeiras posições das pesquisas.

O tamanho do texto também influencia diretamente nos rankings do Google. De acordo com algumas pesquisas de marketing digital, a média de tamanho ideal dos conteúdos é de aproximadamente 2.500 palavras.

Isto porque o Google procura os conteúdos mais completos, que esclareçam as dúvidas dos leitores. Porém isso vai depender da sua persona criada no plano de marketing digital!

  • Link Building

O link building é uma estratégia de marketing digital de SEO que visa gerar backlinks – que são links externos que apontam para o seu site.

O objetivo do link building é melhorar o posicionamento de uma página nos mecanismos de buscas, influenciando no aumento do tráfego gerado.

Isso porque menções e links naturais vindos de outros domínios são muito valorizados pelo Google. Para o buscador, isso significa que seu conteúdo é relevante e que seu site é referência para outros sites e usuários, o que é fundamental em uma estratégia de marketing digital.

  • URLs amigáveis

Para melhorar sua estratégia de marketing digital SEO também é importante inserir as palavras-chave nas URLs. Além de ajudar os resultados nos mecanismos de busca, isso também facilita a lembrança do cliente caso ele deseje voltar a acessar a mesma página.

As URLs são um fator direto de rankeamento no marketing digital. E o Google também identifica o uso das palavras-chave no endereço da sua página.

As melhores práticas para se fazer uma URL amigável são:

  • Conter a palavra-chave;
  • Ser curta e facilmente interpretável;
  • Usar hífens para separar as palavras;
  • Ser relacionada ao título do post.

E uma das principais regras de SEO é: nunca atualize a sua URL depois do conteúdo ser indexado, isso afeta drasticamente seus resultados de SEO.

  • Imagens otimizadas

As imagens devem ser otimizadas. Nesse sentido, a peça principal é o atributo “Alt Tag”, cuja função é fornecer a elas uma descrição alternativa.

O Alt Tag é importante para o bom posicionamento do seu site no Google em uma estratégia de marketing digital.

É por meio dele que os motores de busca fazem a leitura das imagens. Quanto à descrição em si, insira em todas as imagens uma pequena descrição em que apareça a palavra-chave, de no máximo 8 palavras.

  • Velocidade de carregamento

Outro fator importante é o tamanho da imagem. Imagens muito pesadas podem comprometer o carregamento da sua página, o que é um dos requisitos para o Google.

A velocidade de carregamento do seu site também é considerada um ponto importante para melhorar o SEO no marketing digital.

Ele não pode ser muito pesado para que o tempo de carregamento da página seja muito demorado, prejudicando a experiência do usuário, diminuindo as visitas e conversões.

Além disso, o Google classifica os sites relevantes de acordo com sua boa navegabilidade. Uma dica é procurar deixar o visual das páginas mais agradáveis, sem muita poluição.

SEM para Marketing Digital

O SEM (Search Engine Marketing) significa Marketing para Mecanismos de Buscas.

Basicamente, é todo o conjunto de técnicas e estratégias de marketing digital utilizadas para otimizar sites e alcançar o topo das páginas de resultados dos buscadores.

Essas páginas são chamadas de SERPs (Search Engine Result Pages) e são a principal vitrine da internet, onde seu site ganha visibilidade e tráfego.

Essa estratégia pode ser usada para divulgar negócios online ou offline, e também para promover ações que acontecem virtualmente ou fisicamente.

Muitas pessoas fazem confusão sobre os termos SEM e SEO. A principal diferença entre SEO e SEM é simplesmente que Search Engine Optimization (SEO) é considerado um subconjunto Search Engine Marketing (SEM).

O SEM é dividido em duas partes. Uma delas é o SEO, que tem como objetivo gerar mais tráfego orgânico para um determinado domínio. E a outra são os links patrocinados. Ou seja: tráfego orgânico ou pesquisa paga.

  • Links patrocinados (Adwords)

No marketing digital, os links patrocinados são os anúncios de texto pagos veiculados na Internet, tanto nas páginas de respostas dos buscadores quanto em sites associados que alugam seus espaços em troca de uma participação na receita gerada por estes anúncios.

Os resultados de links patrocinados são na maioria das vezes os primeiros resultados listados na SERP – Search Engine Result Page, mas tem uma taxa de cliques bem diferente dos resultados orgânicos.

É uma estratégia de marketing digital que, ao invés de obter tráfego orgânico, que é mais trabalhoso e demorado, você paga para seu anúncio aparecer na frente das pesquisas.

O Google Ads é a ferramenta mais conhecida para realizar esse tipo de anúncio em uma estratégia de marketing digital.

Nele, você pode exibir seus anúncios nos resultados de pesquisa do Google e pagar apenas quando um anúncio é clicado.

Nessas campanhas, você poderá medir seus resultados a partir do CTR (Click Through Rate), a taxa de cliques, e também pelo CPC (Cost Per Click), o custo por clique.

Mas existem algumas práticas importantes para o sucesso da estratégia de marketing digital de SEM na plataforma, tais como:

  • Campanhas bem segmentadas para um público-alvo;
  • Criação de anúncios com variações das palavras-chave escolhidas;
  • Definir um orçamento máximo para cada anúncio;
  • Monitorar métricas como cliques, impressões, taxas de cliques e custo médio por clique.
  • SEO – Search Engine Optimization

A sigla SEO vem da expressão em inglês Search Engine Optimization – otimização para mecanismos de busca, uma das técnicas de melhores resultados no marketing digital.

O SEO é uma estratégia de marketing digital que tem por objetivo fazer com que o seu site apareça no topo da página de resultados da pesquisa de forma orgânica e gratuita, de forma aumentar o número de visitantes do mesmo.  

Grande parte do SEO está relacionada à criação de conteúdo de valor e que seu público-alvo achará útil e relevante.

Ao longo do tempo, isso resulta em aumento do tráfego orgânico para o seu site, mais oportunidades e, o mais importante, mais vendas.

O SEM no marketing digital tem inúmeros benefícios a oferecer. Portanto, se você quer alavancar o seu negócio, investir nessa estratégia de marketing digital é essencial.

Afinal, todo mundo recorre aos mecanismos de busca para informações de diversos tipos.

Uma das razões pelas quais você deve integrar o SEM nas suas estratégias de marketing digital é que ele pode ajudá-lo a criar conteúdo para o seu site.

Isso porque o SEM pode mostrar o que as pessoas estão procurando e o que é relevante. Por consequência, criar conteúdo com base nelas para atrair novos usuários.

Além disso, o SEM no marketing digital faz com que sua empresa ganhe maior credibilidade e confiança no mercado, pois as pessoas não reconhecem um negócio quando não aparece nos mecanismos de busca.

Como outra vantagem, se comparado a outras estratégias de marketing digital, o SEM é mais prático, eficiente e barato.

Isso porque você consegue gerar tráfego até de forma gratuita, e com a segmentação por palavras-chave é possível produzir conteúdo para um crescimento sustentável e a longo prazo.

Afinal de contas, você só quer ir atrás de pessoas realmente interessadas no que tem para oferecer, não é mesmo? Por exemplo:

·         A segmentação geográfica: que leva em conta a área na qual quem faz a pesquisa está localizado fisicamente;

·         A segmentação por dispositivo: se o usuário usa em sua busca um computador desktop, um tablet ou um smartphone;

·         O agendamento de anúncios: considera a publicação de anúncios somente em determinadas horas ou dias da semana.

Inbound Marketing

O inbound marketing em sua tradução significa “marketing de entrada”. Ele também é conhecido como “marketing de atração” e “novo marketing”.

Portanto, o inbound marketing é uma estratégia digital que tem como objetivo atrair o público-alvo através da criação e compartilhamento de conteúdos de qualidade.

Em outras palavras, a ideia é atrair o cliente por meio de conteúdo relevante publicado nos meios de marketing digital para criar um relacionando direto e duradouro com ele.

A partir daí, as pessoas impactadas por esse conteúdo tendem a se sentir confiantes a ponto de permitir que a empresa se aproxime cada vez mais, o que pode resultar na venda. Ou seja, no Inbound Marketing, é o cliente que procura pela empresa e não o contrário.

Imagine que o cliente passa a procurar por sua marca, assim você não precisa ir mais atrás dele e isso faz com que suas vendas se tornem mais assertivas.  

Ao contrário do marketing tradicional, o inbound marketing não vai atrás de clientes, mas explora canais para conexão com o público-alvo por meio do marketing de conteúdo, SEO e estratégias em redes sociais.

É por isso que o Inbound Marketing possui três pilares essenciais: o marketing de conteúdo, SEO e mídias sociais.

O inbound marketing é uma estratégia de marketing digital que tem a vantagem de oferecer relacionamento, não simplesmente bombardear as pessoas com propagandas forçadas, o que traz excelentes resultados.

Assim, fica mais fácil apresentar suas soluções e transformá-los em clientes e até promotores de marca.

Desta forma, as empresas procuram entender as necessidades e desejos de seus clientes em potencial para oferecer as soluções mais assertivas.

Mas, para que isso funcione, é necessário alinhar o conteúdo produzido com os interesses do público.

Por isso, o Inbound Marketing consegue captar leads mais qualificados, melhorando a sua taxa de conversão e tempo de fechamento de um negócio.

O inbound marketing é a estratégia de marketing digital que vem apresentando inúmeros benefícios, entre eles, valores mais baixos e alcance mais certeiro.

Estamos falando de uma série de ações de marketing digital que pode alavancar as vendas e ganhar muito quando se trata de reconhecimento da marca.

Além disso, como o público resultante destas ações de marketing digital é extremamente segmentado, isso facilita em muito o trabalho de inserção deste público em um funil de vendas, reduzindo o custo de aquisição de clientes ao mesmo tempo em que a posiciona como uma referência em seu mercado.

A estratégia de Inbound Marketing combina a produção de conteúdo com automação de marketing digital e possui uma metodologia baseada em quatro etapas:

  • 1. Atrair tráfego;
  • 2. Converter visitantes em leads;
  • 3. Converter leads em clientes;
  • 4. Encantar os clientes para que se tornem defensores da sua marca.

A etapa inicial tem como objetivo atrair visitantes. Porém, o grande diferencial dessa primeira etapa é atrair pessoas que de fato tem interesse no seu produto e serviço, ou seja, leads qualificados.

Para isso, é necessário fazer um estudo de marketing digital aprofundado para entender o seu público-alvo e criar personas que serão seus possíveis prospects.

Alguns dos meios de marketing digital mais utilizados para atrair atenção da sua audiência são os blogs e as mídias sociais.

De nada adianta atrair visitantes e eles não se tornarem leads.

Agora que você já tem um volume razoável de visitantes em seu site, o próximo passo do marketing digital é fazer com que esses visitantes se tornem leads.

Para isso, você deve captar o e-mail do visitante e as informações que julgar necessário oferecendo algo em troca algo de valor, como ebooks, manuais, vídeos, consultorias, entre outros.

As principais práticas de marketing digital para conseguir esses objetivos são as landing pages, call to action e os formulários.

Depois de atrair as pessoas certas e converter parte delas em leads, agora falta transformá-los em clientes reais.

Em alguns casos, o processo de vendas acontece dentro do próprio site da empresa, e em outros é necessário o contato com um vendedor para fechar negócio.

As principais ferramentas e táticas de marketing digital para fechar com um cliente são: email marketing, automação de marketing e CRM.

Mesmo após a compra, é de extrema importante é fidelizar, engajar e encantar esses atuais clientes para que eles sigam comprando e ainda falem bem de você, seja nas redes sociais, seja diretamente para outras pessoas, se tornando verdadeiros defensores da sua marca.

As táticas usadas para encantar e fidelizar clientes incluem pesquisas de satisfação e monitoramento das mídias sociais.

Marketing nas Mídias Sociais

As mídias sociais estão cada vez maiores e sem dúvidas se tornaram uma grande plataforma e para ação do Marketing Digital, e um dos mais eficientes meios de consolidar a sua marca na internet. Há quem trate as redes sociais como opções secundárias de Marketing Digital, contudo, está cometendo um equivoco. 

O Marketing Digital rapidamente entendeu o poder das redes. Para termos uma dimensão, 88% da população brasileira está em alguma rede social, levando o Brasil ao topo do ranking dos países da América Latina mais conectados nas redes. Cerca de 68 milhões de brasileiros usam o celular exclusivamente para tal. O Marketing Digital nessas redes irá utilizar de estratégias específicas, em especial de marketing de conteúdo, para atrair clientes, criar fãs e se consolidar nesse espaço.

O marketing de conteúdo vai produzir postagens pensadas na sua persona, que nada mais é do que um personagem fictício que imita o seu cliente ideal. Dessa forma, todas as postagens devem ter o intuito de atrair e engajar os seus seguidores, te tornando uma presença forte no mundo online. Para que o Marketing Digital funcione, é importante conhecer muito bem sobre o seu cliente ideal.

Afinal de contas, estar presente nas Redes Sociais não significa apenas criar postagens frequentes ou tentar vender a todo custo. Para realmente ter resultados, o Marketing Digital investido nas Redes Sociais deve ter um planejamento pensado com cuidado.

Reflita: Você consegue se engajar quando um post apenas vende um produto, e não oferece nenhuma informação nova, não entretêm e muitas vezes não é agradável? Provavelmente não.

Como dissemos antes, o Marketing de Conteúdo, braço forte do Marketing Digital, irá criar um relacionamento com o possível cliente. Dessa forma, as postagens desenvolvidas irão sempre entregar algo para o cliente antes de pedir que ele deposite a sua confiança e seu investimento neles. E então, atingirá um dos desejos do Marketing Digital, que é a consolidação da marca na internet, e por consequência o aumento de vendas.

Com uma estratégia de Marketing Digital para redes social bem definida, com postagens programadas e pensadas em resolver e entregar alguma informação nova para a persona, ainda há outras questões a serem resolvidas, como por exemplo, como levar essas postagens mais longe, e fazer a rede social crescer?

Essa é a hora que a sua estratégia de Marketing Digital para redes sociais irá se encarregar de pensar em como levar a sua mensagem e a sua marca mais longe. Ao contrário das outras ações do Marketing Digital, não é possível criar uma rede orgânica de divulgação, como as técnicas SEO, por exemplo, embora o uso das hashtags seja de grande ajuda, raramente as pessoas pesquisam nas redes sociais quando precisam de um produto ou serviço.

E é para isso que as redes sociais disponibilizaram a possibilidade dos anúncios! Esse tipo de estratégia usada no Marketing Digital leva as suas postagens para além dos seus seguidores, o que te ajuda a crescer nas redes de forma mais rápida, engajando a venda, trafego no site etc.

Além disso, de acordo com a pesquisa realizada pelo Centro de Inteligência Padrão (CIP), 38% dos consumidores online, realizaram uma compra a partir de anúncios em redes sociais, ou seja, por meio de uma estratégia de Marketing Digital!

Por conta disso, os anúncios podem e devem ser utilizados como estratégia de Marketing Digital nas redes sociais, e elas podem ter diversos tipos de funções diferentes. Por exemplo, no Facebook, maior rede social do mundo, é possível ter um painel de anúncios personalizado, e vincular o seu anúncio apenas para pessoas com determinado perfil, localização, idade e mais! E, o que é mais interessante para o Marketing Digital, é possível direcionar o receptor daquele anúncio para ações específicas, como por exemplo, uma landing page de cadastro, um post no seu blog, para um e-commerce e até mesmo convida-lo para curtir a sua página.

Agora que já entendemos a importância e conhecemos algumas estratégias de Marketing Digital para Redes Sociais, precisamos conhecer melhor as redes sociais, pois só assim conseguimos escolher em qual delas devemos focar os nossos esforços de Marketing Digital.

  • Facebook: Maior rede Social do Mundo, ideal para praticamente todos os públicos.
  • Instagram: Embora perca em número de usuários para o Facebook, é a rede que mais gera engajamento. Não pode ficar de fora da sua estratégia de Marketing Digital.
  • YouTube: Contabilizam mais de 1 bilhão de pessoas conectadas. Se a sua persona é do tipo que assiste vídeos com frequência, então inclua a rede em sua ação de Marketing Digital.
  • Linkedin: O Linkedin é a rede social voltada para as ações de Marketing Digital em negócios B2B, e é possível utilizar técnicas semelhantes ao SEO nas postagens.  
  • Twitter: Com uma comunicação mais rápida,  o Twitter é ideal para quem tem a persona como um público mais descolado e jovem.

Marketing de Conteúdo

Neste momento, você está consumindo um dos produtos do Marketing de Conteúdo.  Vamos entender melhor sobre essa estratégia tão querida do Marketing Digital?

O Marketing de conteúdo consiste em desenvolver uma série de conteúdos para diversas plataformas, que não necessariamente induzam a compra ou anuncie um produto. Ele é um dos pilares do Marketing Digital.

Na verdade, com essa estratégia de Marketing Digital, é construída uma relação de troca com o consumidor, entregando algo para ele, e esperando que no futuro haja uma troca, ou seja, que ele de fato se torne um consumidor.

Embora seja uma das estratégias mais usadas no Marketing Digital, o marketing de conteúdo existe há muito tempo, e teve seu pontapé inicial bem antes da internet sequer existir, afinal de contas, o marketing de conteúdo se ocupa principalmente em desenvolver conteúdos especiais e a internet é apenas o meio de atuação do Marketing Digital.

A história do marketing de conteúdo começa em 1895, quando a empresa de maquinas agrícola John Deere, publicou uma revista chamada “The Furrow” com conteúdos relevantes para o seu publico alvo, ao invés de criar anúncios. Bem antes do Marketing Digital, certo?

A “The Furrow” existe até hoje e inspirou outras estratégias de conteúdo depois, como o Guia de Viagens dos pneus Michelin, e a revista em quadrinhos da Hasbro com a Marvel, em 1982. Essas marcas já utilizavam do conceito de Marketing de Conteúdo bem antes de o Marketing Digital colocar em ação tais ações no mundo online. 

Em suma, o marketing de conteúdo vai gerar um conteúdo de qualidade, deixando o retorno financeiro em segundo plano.

Essa estratégia de Marketing Digital é uma maneira de criar um relacionamento com o seu cliente. Como? Bem, as técnicas do Marketing de Conteúdo irão buscar desenvolver materiais que resolvam problemas, apontem dores e entreguem algo novo para quem está lendo, ou seja, o seu publico alvo.

Dessa forma, essa ação do Marketing Digital gera confiança, pois entrega informação de qualidade e acaba se tornando um símbolo daquele segmento sem precisar falar sobre o que necessariamente a sua empresa faz ou vende, mas sim oferecendo um conteúdo de qualidade para o mercado. 

Com o Marketing Digital, o Marketing de Conteúdo vai desenvolver produtos específicos para o ambiente digital, como esse que você está lendo agora, o post blog ou artigo. Há ainda os e-books, que geralmente são produções maiores, que utilizam de outra estratégia do Marketing Digital: A de captação de leads, ou contatos, deixados por quem tem interesse em baixar o e-book, que receberá mais conteúdos em sua caixa de e-mail.

Além disso, webinar, infográficos, tabelas, podcasts e produções em rede social, são ações do Marketing de Conteúdo! E todos eles são aplicados nas estratégias de Marketing Digital, aumentando o alcance e consolidando a marca.

E por falar em alcance, um dos segredos e estratégias favoritas do Marketing Digital, é otimizar o investimento, buscar o alcance orgânico dos conteúdos, ou seja ao invés de realizar anúncios, (Google ads, por exemplo), você pode usar técnicas SEO para fazer o seu conteúdo aparecer nas primeiras paginas do Google.

SEO, como citado antes, é uma das técnicas favoritas do Marketing Digital, pois leva o seu conteúdo para as primeiras páginas do Google sem que você precise pagar por clique. Para o seu SEO dar certo, é necessário que alguns itens do seu site e do seu conteúdo estejam de acordo, como por exemplo, a repetição de palavras chaves e a velocidade do site.

O SEO é apenas uma das vantagens de adicionar o Marketing de Conteúdo em sua estratégia de Marketing Digital.  Para começar, é notável que os nossos meios de compras mudaram, e não nos sentimos mais a vontade quando somos bombardeados com anúncios agressivos o tempo todo.

O Marketing Digital entendeu a nova postura do consumidor, e trouxe uma venda mais branda e sutil para o conteúdo.

Dessa forma, o seu processo de venda até pode ser mais longo, mas conquista o seu cliente e não o estressa com a repetição de anúncios, como o marketing tradicional. Os conteúdos gerados voltados para o Marketing Digital são geralmente de longa duração, sendo úteis para qualquer espaço do tempo, desde que existe clientes com aquele problema a ser resolvido.

Recapitulando: O marketing de conteúdo consiste em desenvolver conteúdos que não necessariamente promova a venda, mas sim estabeleça uma relação com o cliente, lhe entregando algo de volta ou solucionando algum de seus problemas, e no Marketing Digital, é utilizado de artigos de blog e outros conteúdos que aproximem o cliente com a marca, deixando a venda em segundo plano e otimizando o processo de compra.

O marketing de conteúdo é a menina dos olhos do Marketing Digital, e sem dúvidas existe ações de conteúdo ideais para promover a sua marca no meio digital. Você não quer ficar de fora dessa, certo?

PPC – Anúncios Pague-por-clique

Criar anúncios é uma das maneiras que o Marketing Digital utiliza para gerar vendas, tráfegos no site, ou qualquer que seja o objetivo, de forma mais rápida. Esse tipo de anúncio usa a técnica do PPC, “Pague por clique” ou originalmente Pay per click. Vamos entender mais sobre essa ação do Marketing Digital.

Nós já contamos sobre as técnicas SEO e as vantagens sobre ele, certo? Contudo, é importante lembrar que essa estratégia de Marketing Digital embora tenha uma longa duração, demora um certo tempo para funcionar, ou seja, para atingir as primeiras páginas das pesquisas do Google, é preciso tempo.

Com o PPC, é possível chegar de forma mais rápida á primeira pagina de forma paga, porém pagando apenas pelo clique. O Marketing Digital utiliza do PPC para conseguir aumentar o trafego do site e conseguir gerar vendas mais rápidas, ou seja, encurtando o processo de compra. Essa técnica de Marketing Digital é ideal para quem quer resultados mais rápidos ou está começando no mundo do Marketing Digital agora.

Na prática, todos nós já nos deparamos com o anúncio PPC, aliás, quase o tempo todo  que estamos online nós estamos consumindo alguma das estratégias do Marketing Digital. Sabe quando realizamos uma pesquisa no Google, e somos deparados por links acompanhados da palavra “Anúncio”? É o PPC!

Quando vemos banners de venda nos sites, quando anunciamos no Youtube entre outras maneiras de anunciar usando o PPC.  Essa ação do Marketing Digital é muito querida justamente por isso, pois pode ser espalhada pela internet para o seu público alvo de maneira muito mais abrangente.

Contudo, antes de abraçar os anúncios PPC do Marketing Digital, é importante ter em mente algumas coisas, como por exemplo, conhecer muito bem o seu cliente ideal. Qual seu gênero, idade e onde ele mora? Esses são pontos importantes para se levantar na hora de montar a sua estratégia de Marketing Digital para Anúncio PPC.

Além disso, é importante aprender sobre palavras chaves, ou termos de pesquisa. Os Anúncios em PPC são inicialmente voltados para seleção de palavras chave, como por exemplo, os anúncios PPC em rede de pesquisa. É o que acontece quando você realiza buscas no Google e aparecem os anúncios!

Sempre que alguém clicar, será redirecionado para sua landing page ou o seu site. Dessa forma, as ferramentas de Marketing Digital conseguem alcançar um público mais específico, com necessidades segmentadas.  

Outro ponto importante nessa ação do Marketing Digital é entender como é feita a busca por essas palavras chaves. Como é a navegação dos seus usuários? Dispositivos móveis ou computadores Desktop? A partir dessas analises, é possível entender qual o melhor tipo de publicidade que será criada, e onde ela estará localizada na pagina.

Essa é uma das muitas vantagens de se utilizar o Marketing Digital, pois ele sabe exatamente como e onde o seu cliente está, além de ter ferramentas disponíveis para medir a taxa de desaprovação do anúncio.

O PPC também pode ser usado como estratégia de Marketing Digital nas redes sociais! O Facebook Ads e o Instagram Ads disponibilizam em suas plataformas de anúncios a opção de pagar apenas por click, ou seja, sempre que um cliente clicar no CTA, Call to Action, do seu anúncio, será retirado do seu saldo, e não por visualização.

Esse tipo de anúncio é utilizado com frequência no Marketing Digital, pois ajuda a otimizar os investimentos, deixando o anúncio mais tempo rodando. Além disso, por essas plataformas é possível avaliar e segmentar com precisão quem irá entrar em contato com o seu anuncio, assim como ver quem foi que clicou, podendo diminuir o seu CPC, Custo por Clique.

Mas criar campanhas de Marketing Digital utilizando o PPC pode ser ineficiente se o conteúdo não for atrativo e de fato entreter os seu cliente. Não entregar um conteúdo de Marketing Digital é um dos problemas que pode ter impacto na sua campanha, por isso, crie conteúdos envolventes e aproveite da melhor forma a sua campanha de PPC. 

Mas sem dúvidas a estrela do PPC é o Google Ads! Utilizar a plataforma de anúncios do Google é sem dúvidas a melhor ferramenta de Marketing Digital para quem busca crescer de forma paga no meio online.

O Google Ads é hoje uma das maiores plataformas de anúncio do mundo, e é a principal receita do buscador. Com a plataforma de anúncios do Google, a sua marca está indo encabeçar as páginas de pesquisa, indo para banners fora do Google e para vídeos no Youtube, pagando apenas quando o seu cliente clicar.

É sempre bom lembrar que de acordo com pesquisas do Zero Limit Web, os primeiros 5 links da página de pesquisa do Google recebem 68% dos cliques, logo, usar anúncios PPC em estratégia de Marketing Digital e aparecer entre esses resultados é aumentar a probabilidade de aumentar as suas vendas.

Marketing de Afiliados

Já pensou em ter alguém vendendo os seus produtos e usar isso como estratégia de Marketing Digital? O Marketing de Afiliados é mais ou menos isso: Ter alguém divulgando os seus produtos e oferecer uma taxa de comissão para tal. O Marketing de Afiliados é uma das ações do Marketing Digital. Vamos conhecer mais sobre isso.

O Marketing de Digital é um espaço dos quais diversas oportunidades existem, e o marketing de afiliados é um deles. De maneira simples, com um post de blog, vídeo no Youtube, postagens nas redes sociais ou outros meios, é possível divulgar o seu produto ou serviço de forma simples e direta.

O Marketing de Digital de afiliados ainda pode ser visto como indicação, e de acordo com pesquisa realizada pelo The Social Media Revolution, afirma que 90% de seus entrevistados confiam na recomendação de outras pessoas para consumir ou comprar um produto. Logo, vale a pena incluir o Marketing de Afiliados na sua estratégia de Marketing de Digital, certo?

E por falar em influência, o Marketing de Digital de afiliadosé querido em plataformas como o Youtube, por exemplo, já que 79% das pessoas preferem assistir á vídeos para entender como funciona um produto ou algo do tipo, antes de realizar a compra. E para tornar essa plataforma ainda mais interessante, 84% dos consumidores já foram convencidos á comprar algo porque viram em um vídeo.

Logo, investir em Marketing de Digital de afiliados é uma boa ideia, certo?

Além disso, o Marketing de Afiliados é uma estratégia de Marketing de Digital utilizada também por empresas grandes, como por exemplo, a internacional Amazon, da qual os seus afiliados geram links de produtos do site e divulgam em seus canais, redes sociais etc. Aqui no Brasil, marcas também popular usam dessa estratégia de Marketing de Digital, entre elas a Submarino, Americanas, Shoptime e Magazineluiza!

A vantagem desse tipo de Marketing de Digital de afiliados é que com esse caminho, todas as partes saem ganhando, pois o produto divulgado pelo afiliado chega para sua rede de amigos, seguidores e fãs, o que pode ser pessoas com um perfil mais específico para aquela divulgação.

Como começar a trabalhar com Marketing de Digital de associados? Conheça algumas plataformas para hospedar os seus produtos ou serviços, ou se associar:

  • Hotmart: A Hotmart é pioneira em Marketing de Digital de afiliados no Brasil, e é a principal para vendas de produtos ou serviços digitais. É líder em venda de cursos, por exemplo.
  • ClickBank: Enquanto a Hotmart é líder no Brasil em serviços internacionais, a ClickBank lidera o mercado internacional de vendas de produtos e serviços digitais.
  • Lomadee: É o mais simples, com o programa Lomadee é possível anunciar produtos físicos e digitais. Essa plataforma abriga também o programa de afiliados da Amazon, por exemplo.
  • Monetizze: Assim como a plataforma de Marketing de Digital de afiliadosanterior, a Monetizze abriga tantos produtos digitais quanto os físicos.

Como comerciante, é importante entender que encontrar os melhores afiliados para trabalhar com Marketing de Digital é de suma importância para o sucesso da divulgação. Afinal de contas, o comerciante está muito focado em produzir, inovar e desenvolver estratégias para melhorar o seu produto, enquanto entrega a divulgação do seu produto nas mãos de afiliados, que conhecem e acreditam no potencial do serviço ou produto.

Se você está em busca de participar de campanhas de Marketing de Digital como afiliado, saiba que o comerciante está contando com você para fazer sua marca crescer, por isso, selecionamos algumas dicas, fique atento e tome nota:

  • Escolha um produto que você se identifique e tenha autoridade: Quando vendemos algo do qual nos identificamos o Marketing de Digital flui de maneira mais fácil e natural.
  • Escolha uma plataforma de divulgação ideal: O Marketing de Digital permite divulgar produtos de muitas maneiras. Via Blog, Redes Sociais, Vídeos e mais! Mas se você quer participar de uma ação de Marketing de Digital como afiliado, busque entender bem quem é o publico consumidor final daquele produto!
  • Escolha o programa ideal: Conhecemos no tópico anterior diversas plataformas de Marketing de Digital de afiliadoscom diversos produtos e tipos de comissões diferentes. Busque o que mais faz sentido para você;
  • Eduque o seu público: Apenas publicar um link não faz sentido para a sua audiência, por isso, seja criativo, mostre o porque o seu publico precisa daquele produto ou serviço!

Com o Marketing de Digital de afiliados você consegue criar uma rede de divulgação e realizar um trabalho de Marketing de Digital de forma mais “simples” de cuidar e administrar, contudo, é importante ficar atento aos indicadores e calcular se o investimento está tendo o retorno esperado, ou se está na hora de utilizar de outras ações de Marketing de Digital, que podem ser realizadas em conjunto ao marketing de afiliados.

E-mail Marketing

Há quem diga que o E-mail Marketing morreu, mas é uma impressão equivocada e que não conta a realidade dessa ação de Marketing Digital, que pode sim gerar resultados positivos e em grande escala.

Sabe quando recebíamos aquelas cartas de propaganda em nossas residências? O Marketing Digital resolveu adaptar esse tipo de anúncio para o ambiente online, com toda a vantagem e eficiência que só o Marketing Digital tem, dos quais vamos falar sobre mais para frente.

E-mail Marketing nada mais é do que uma série de e-mails disparados para os endereços eletrônicos deixados por clientes ou possíveis clientes. Por exemplo, uma das ações do Marketing Digital de conteúdo é conseguir captar as pessoas, via conteúdos de seu interesse, certo? Geralmente, quem é envolvido pelo conteúdo deixa o e-mail para receber o conteúdo completo.

Obviamente, esse tipo de estratégia de Marketing Digital não anda sozinho e precisa estar em conformidade com outras ações, como o Marketing de Conteúdo, de anúncios entre outros! É necessário captar o seu cliente o suficiente a ponto de fazê-lo ter vontade de deixar o seu e-mail pessoal!

O Marketing Digital então separa esses contatos e passa a disparar e-mails especiais para essas pessoas, com assuntos específicos voltados para os seus interesses. Dessa forma, se aumenta a chance de conversão para compra, ou para um recompra.

A finalidade do E-mail marketing, no entanto, não precisa ser somente de compra, mas sim para nutrir o seu cliente, mantendo a boa relação entre você e ele, para que retorne a comprar. O Marketing Digital utiliza o E-mail marketing também como método de nutrição e follow up.

Por falar em tipos de E-mail marketing, vamos conhecer os tipos mais usados no Marketing Digital:

  • E-mail marketing informacionais: O Marketing Digital utiliza de E-mail Marketing Informacionais para anunciar algum produto novo, promoções ou qualquer que seja a novidade da sua empresa.
  • E-mail marketing para educação: Como o próprio nome sugere, esse e-mail serve para educar, ensinar algo para os seus clientes.  É um dos braços do Marketing Digital de conteúdo.
  • E-mail marketing Newsletter: Envio quinzenal ou mensal de um e-mail que pode ser para contar o que aconteceu em determinado período, ou simplesmente selecionar os melhores conteúdos novos do site. 
  • E-mail marketing de nutrição: Eles nutrem o relacionamento com o cliente, para que você possa colher os frutos no futuro. Uma das ações mais fortes  e importantes do Marketing Digital, pois mesmo que a compra não seja imediata, ela pode acontecer no futuro, além de incentivar a fidelização dos clientes.

Mas sabe por que o Marketing Digital utiliza tanto dessa ferramenta?  Pois o E-mail Marketing é uma das poucas ações do Marketing Digital que é totalmente personalizada e mantém um diálogo mais próximo com o cliente, utilizando o seu próprio nome e se aproveitando do que a sua empresa já sabe sobre ele: Os seus gostos, pois é possível saber qual foi o conteúdo que o engajou a deixar o e-mail, ou qual o produto que ele comprou.

Além disso, usar o e-mail marketing no seu Marketing Digital garante que você tenha a total atenção do seu público. Quando o seu cliente está nas redes sociais, por exemplo, sua atenção pode ser facilmente dispersada, enquanto no e-mail a atenção está totalmente focada. É importante lembrar que para o Marketing Digital, o bem mais caro e precioso é a atenção do cliente.

E como em qualquer outra ação do Marketing Digital, com o e-mail marketing é possível medir a recepção do e-mail, com diversas métricas e ferramentas. Para começar, temos a taxa de abertura, que diz quem abriu ou não o seu e-mail. Quando a taxa de abertura é baixa, deve ser avaliado qual foi o problema que afastou a sua segmentação de e-mails da visualização.

Outra taxa importante que o Marketing Digital leva em consideração é a de leitura. Até onde a sua segmentação leu o E-mail? Se ele abandonou logo no começo, o que foi que levou á isso? Após verificar esses dados, a estratégia de Marketing Digital deve ser reposicionada para atingir resultados mais certeiros.

Para que essas taxas sejam sempre as mais positivas possíveis, é importante que a sua segmentação de e-mails seja a melhor possível. O Marketing Digital utiliza do E-mail marketing para entregar conteúdos ideias para cada um de seus contatos da melhor forma possível.

Se o seu contato converteu, ou seja, deixou o e-mail dele, em uma postagem sobre Técnicas de Irrigação. Significa que ele tem interesse em irrigação, e por conta disso, você monta a sua estratégia de Marketing Digital voltada em disparar para ele e-mails semanais com dicas de irrigação, de acessórios e por fim de venda, até que ele realize uma compra!

Com essa estratégia de Marketing Digital, você está pronto para conquistar os seus clientes ainda mais!

Otimização de conversão – CRO

CRO significa Conversion Rate Optimization, “Otimização de taxa de conversão” em tradução livre, e é uma das siglas das diversas do Marketing Digital. O CRO te ajuda  otimizar a taxa de conversão, utilizando do seu próprio trafego de site já existente.

Muitas vezes, desenvolvemos ações de Marketing Digital que atraem as pessoas, com altas taxas de visualização, mas nem sempre de conversão. Como mudar esse cenário? É nesse ponto que o CRO vai agir. Essa estratégia de Marketing Digital tem como objetivo otimizar o trabalho que já está feito, ou seja, uma pagina com ótimos acessos, e torna-la mais atraente para enfim conseguir realizar a conversão.

Antes de continuarmos com esse assunto, podemos entender a conversão para o Marketing Digital como qualquer ação que você quer que o seu cliente ou visitante da página execute, deixando o e-mail ou algum contato dele. Por exemplo, você está oferecendo um e-book gratuito, e o seu visitante converte sempre que cadastra o seu e-mail para conseguir baixa-lo.

Para o Marketing Digital¸ as taxas de visitas são importantes sim mas é necessário ter uma média interessante de conversão, pois é a partir dessa ação que o cliente estará exposto á mais conteúdos sobre a sua marca, e que entrará em segmentações para outras campanhas de Marketing Digital (e-mail marketing, por exemplo).

Como descobrir qual a sua taxa de conversão? Dentro do ambiente do Marketing Digital, é calculado de forma simples: Pegue o número de visitantes da página, e divida pelas conversões. Multiplique por 100, e tenha o resultado em porcentagem. Mesmo que a taxa já esteja satisfatória, o Marketing Digital parte do principio que tudo pode sempre ser melhorado.

Logo, se você já tem as visualizações tão esperadas em seu site ou página, é hora de colocar em prática outra ação do Marketing Digital para conseguir mais conversões!

Para começar, sempre que falamos de Marketing Digital, precisamos falar de levantar hipóteses e ter ideias de melhorias, pois sempre há espaço para melhorias. Por tanto selecione itens que podem ser mudados na sua página de conversão que você acredita que possa levar ás pessoas a converterem.

Contudo, cuidado: Ações de Marketing Digital não podem ser tomadas á base do achismo. Hipóteses devem ser levantadas e então testadas. Continue lendo para entender melhor sobre o teste mais usado no Marketing Digital para CRO.

Hora de colocar o plano em ação. Faça alterações mas antes, tenha em mente realizar testagens. O famoso Teste A/B é bastante usado dentro do Marketing Digital pois com ele é possível ter diversas versões da mesma página, com elementos diferentes como cores, localização do botão de chamada para ação, tamanho de texto etc! O que gerar as melhores taxas de conversão, pode ser a melhor opção.

A parte boa é que com o Marketing Digital é possível realizar diversos testes e alterações ao longo do caminho de suas estratégias, e por conta disso, é possível encontrar o que melhor trouxe resultados.  Além disso, com as ferramentas utilizadas no Marketing Digital também é possível ter um histórico de alterações, para conseguir identificar quais as alterações reais que fizeram a diferença, e como foi realizado o CRO.

O CRO, no entanto, pode ser utilizado em outros contextos dentro do Marketing Digital. Por exemplo, os textos do seu blog estão com uma baixa taxa de conversão embora tenham um bom ranqueamento no Google, e sejam de boa qualidade. Com o CRO, é possível melhorar a conversão do seu blog, colocando CTAs mais atrativos, em outros lugares do texto ou página.

É importante também lembrarmos que o SEO não é a mesma coisa que o CRO, mas ambas ações de Marketing Digital podem andar de mãos dadas. Enquanto o SEO traz visitas para o seu site, o CRO trás as conversões!

Também é possível aplicar o CRO em e-mail marketing, e ainda utilizando do teste A/B! Essa técnica de Marketing Digital permite que você altere desde os assuntos do e-mail, até a disposição de produtos, quantidade de textos e cores.

Agora que já sabemos como o CRO pode ser utilizado dentro das estratégias de Marketing Digital, confira as dicas para que o seu CRO seja sempre um sucesso:

  • Confira sempre os resultados: Muitas vezes, as estratégias de CRO são aplicadas mas não entregam um resultado satisfatório ainda, e deve então passar por mais alterações.
  • Fique atento a taxa de rejeição: Uma das vantagens do Marketing Digital é a possibilidade de entender, ou chegar perto disso, onde exatamente alguém perde o interesse naquela compra ou no conteúdo. A Taxa de rejeição é a taxa que mede quantas pessoas não tem interesse naquele conteúdo. O CRO pode também melhorar essa taxa, a abaixando.
  • Testes e mais testes: O Marketing Digital precisa sempre de testagens para encontrar a melhor abordagem.

Marketing Digital Offline

Sim, você não leu errado. O Marketing Digital Offline existe, e pode ser uma boa estratégia de Marketing Digital para você e sua empresa.

É importante lembrar que o Marketing Digital é o filho do Marketing tradicional. Por quê? Bem, todos os esforços de marketing tradicional transitou para o mundo do Marketing Digital há pouco tempo, aliás, ainda estamos em transição. Não é raro vermos outdoors e outros tipos de comunicação do marketing tradicional.

Com a convergência dos meios, o Marketing Digital se une com o tradicional e aprimora as suas técnicas. Por exemplo, as maquinas de pagamento self – service, são um claro exemplo de Marketing Digital Offline, pois une um meio digital mas em um espaço real, off-line.

Mas o Marketing Digital Offline está em mais lugares. Inclusive, os outdoors de LED são Marketing Digital Offline também, pois entregam a diversidade e modernidade do Marketing Digital em um ambiente fora do mundo online.

Aliás, essa não é uma técnica tão recente assim: Por exemplo, quando as revistas ainda eram um dos produtos de comunicação mais consumidos, algumas delas vinham com CDs de música, jogos ou algo do tipo de brinde. Foi o começo da convergência das mídias.

Mas afinal de contas, como é esse tal de Marketing Digital Offline?

O Marketing Digital trouxe muitas novidades e aprendizados para o Marketing Offline ou tradicional, e sem dúvidas muitas facilidades. Contudo, nem sempre o nosso publico está exclusivamente no mundo online, tirando a chance do Marketing Digital ser o único meio de divulgação.

Então, o Marketing Digital Offline vai levar algumas dessas táticas e aprendizados para o meio off-line, mostrando para mais pessoas a sua marca! Ainda não está convencido? Vamos aos dados: O Rádio já foi o principal meio de comunicação há muitos anos atrás, e é possível que você ouça sempre que está no carro, em busca de músicas ou notícias.

No Brasil, o rádio acumula 76% da população ouvinte. Ou seja, muita gente ainda tem acesso á esse meio de comunicação. Logo, o rádio pode ser um bom lugar para levar as técnicas do Marketing Digital, certo? É possível criar não somente uma propaganda incrível, mas também seguir uma tendência que acontece com os podcasts no mundo online: Patrocinar programas ou blocos, com anúncios antes do programa começar.

A vantagem dessa técnica é que o público do programa deve ser o mesmo tipo de publico que o seu produto tem, logo, a divulgação se torna muito mais efetiva e em grande escala. Sem dúvidas a maior vantagem do Marketing Digital Offline é a entrega desse conteúdo em larga escala, embora nem sempre com um público segmentada.

E também não podemos esquecer-nos da TV! Comerciais criativos vinculados na TV costumam viralizar no meio digital, levando a sua marca para diversos lugares, muitas vezes internacionais! Obviamente, investir em Marketing Digital Offline para TV custa um preço maior, sem contar a produção e pós-produção, mas pode ser uma boa ideia em algumas situações.

Mas investir em Marketing Digital Offline não precisa ser necessariamente isso. Uma boa técnica de Marketing Digital Offline pode ser, por exemplo, qualquer loja física ou PDV que tenha aparelhos digitais em exposição, são exemplos de Marketing Digital Offline.

Recentemente, lojas gigantes como C&A, Riachuelo, O Boticário e outras, começaram a aderir aos painéis de LED em sua loja, para exposição. Essa técnica de Marketing Digital Offline leva a mensagem certa, para o seu cliente que já está na loja, otimizando a sua compra e o fidelizando, o convidando para voltar e realizar outra compra, fornecendo a eles uma melhora na sua experiência.

Entendeu melhor sobre Marketing Digital Offline? Vamos então á dicas que você deve se atentar na sua estratégia!

  • Defina seu Objetivo: Assim como qualquer outra técnica de Marketing Digital Offline, é importante ter sempre em mente qual o resultado esperado da ação. Ter metas e objetivos bem definidos ajuda a entender quais as melhorias a serem feitas.
  • Conheça o seu público: O Marketing Offline tem um ponto que pode ser negativo, que é o fato de seu público não ser muito segmentado.  Por conta disso,  conheça bem onde estará sendo vinculado a sua marca.
  • Encontre o melhor canal para usar: Ainda pensando no público ideal, escolha um canal do qual o seu publico alvo tenha acesso, que esteja frequente na sua rotina.
  • Fique de olho nos resultados: Por fim, não perca de vista os resultados, e sempre que achar necessário, altere sua estratégia.

Deu para perceber que o Marketing Digital Offline pode sim ser uma boa ideia, certo?  É importante, no entanto, nesse caso, ficar sempre atento ao ROI, Retorno de Investimento, que é uma conta realizada para entender quanto o Investimento trouxe de retorno.

Caso o ROI for baixo utilizando dessas estratégias de Marketing Digital Offline, reveja os passos e revise as sua ações, pode ser hora de recalcular a rota.

Como elaborar um plano de marketing digital?

Para que a sua estratégia de Marketing Digital dê certo, é necessário um planejamento muito bem elaborado.  Afinal de contas o Marketing Digital será responsável por levar a sua marca mais longe, e para isso acontecer, é importante levar diversas coisas em consideração.

Hoje em dia, quem não está na internet não existe. Tudo o que precisamos buscamos em sites de pesquisa, ou pesquisamos por referências e “ouvimos falar” via redes sociais ou influenciadores. Ter relevância nos sites de pesquisa e nas redes sociais são apenas alguns dos braços do Marketing Digital, que em seu planejamento traça metas, identifica caminhos a seguir e desvenda os clientes.

Em suma, o plano ou planejamento de Marketing Digital nada mais é do que um documento do qual ficam definidos as ações a serem tomadas em relação ao Marketing Digital, de forma clara e objetiva.

Para te ajudar a entender melhor sobre o plano de Marketing Digital, o separamos em fases, como vamos conferir a baixo!

  1. Definição de Objetivos

Para começar com a sua estratégia de Marketing Digital, é importante a definição de metas e objetivos que esperam ser alcançados. A ideia principal é entender as metas e a partir disso conseguir elaborar os passos do planejamento de Marketing Digital.

As metas definidas no Marketing Digital podem ser diversas, desde atração de mais contatos, mais vendas, mais tráfego no site etc. Dentro dessa fase do planejamento do Marketing Digital é importante, no entanto pensar em prazos para que cada ação aconteça.

Se a sua meta é gerar mais contatos, o planejamento de Marketing Digital vai pensar em toda a jornada do consumidor, até ele deixar o contato dele, e isso pode levar mais tempo do que outros objetivos, como por exemplo, gerar engajamento nas redes sociais.

  • Definição de publico e persona

Com os objetivos bem definidos, é possível avançar nos planos de Marketing Digital.  Definir o publico alvo e o cliente ideal é um dos passos mais importantes, pois entendendo o seu comportamento se torna mais fácil entender como agir nas próximas fases.

Nessa etapa do plano de Marketing Digital, os profissionais de Marketing Digital vão em busca de definir primeiramente qual o publico que querem atingir com suas ações. Por exemplo, onde esse público mora, qual a sua idade, qual a sua classe social, etc. Essas são as primeiras perguntas a serem respondidas para a criação de uma persona para planejamento de Marketing Digital.

Após isso, é hora de aprofundar o processo e criar a persona. Já contamos antes sobre a Persona, que é um personagem fictício que o Marketing Digital usa para basear as suas ações. A persona é o cliente ideal, e todas as estratégias de Marketing Digital devem ser pensadas para contemplar esse cliente.

Uma persona tem não somente idade, gênero e localização, mas também têm estilos, gostos, família, e hábitos, o que oferece uma abordagem mais certeira para as suas estratégias de Marketing Digital, já que trás semelhanças como mundo real. Por exemplo, ficou definido que a sua persona acessa as redes sociais durante a noite e com essa informação é possível entender qual o melhor horário para iniciar anúncios ou fazer postagens.

  • Definir Indicadores de desempenho (KPI)

Metas definidas e persona criada, hora de ir para a parte mais técnica do plano de Marketing Digital, que é a definição de indicadores de desempenho, ou os KPIs.

KPI significa Key performance Indicator, que em tradução livre são indicadores-chave de performance, dados quantitativos de avaliação de performance que precisam estar claros no plano de Marketing Digital. Além disso, os KPIs são desenvolvidos baseados nas metas e objetivos que são buscados.  Se ficou definido em seu plano de Marketing Digital que a meta é aumentar o tráfego do site, então esse será um dos indicadores do KPI para ser observado.

A definição de KPI para o plano de Marketing Digital deve ser feita de forma objetiva, mensurável e significativa, sendo possível entender os seus resultados e realizar alterações no projeto para conseguir chegar mais próximo da meta.

  • Definição dos melhores canais a serem usados

Por mais que o Marketing Digital ofereça uma gama de canais para serem trabalhados, é importante lembrar que nem sempre é necessário realizar esforços em todas as redes e em todos os espaços do universo do Marketing Digital.

O plano de Marketing Digital deve ter em mente os canais que aproximem a persona ao objetivo final, gerando leads e trafego qualificado, e não realizar uma divulgação em massa, mas em espaços do qual o afasta da meta. Um grande exemplo disso são as redes sociais, que embora essenciais, muitas vezes não são necessário estar presentes em todas.

Logo, com um forte planejamento de Marketing Digital, sua empresa não somente aparece nos espaços certos com as estratégias certas, mas também não desperdiça investimento, otimizando custos.

10 Exemplos de Marketing Digital

Conhecemos todos os principais passos do Marketing Digital, métricas e muito mais. Agora, vamos dar uma olhada em planejamento e estratégias de Marketing Digital que deram certo!

Confira  exemplos de Marketing Digital que deram certo e se inspire!

  • Nissan – Pôneis Malditos

Essa campanha é antiga, mas é um dos grandes trunfos do Marketing Digital. A propaganda da Nissan é de 2011 e foi vinculada inicialmente na TV, mas foi nas redes sociais que fizeram barulho de verdade, e que barulho, já que aparentemente a música chiclete dos pequenos pôneis coloridos não saia da cabeça de quem assistia.

Essa estratégia de Marketing Digital foi um dos assuntos mais comentados no mundo nas redes sociais com apenas três dias de veiculação. A campanha de Marketing Digital deu tão certo que até hoje pensamos na música viral sempre que tocamos no assunto, ou vai me dizer que não veio a música da sua cabeça assim que começou a ler?

  • Nubank e a Belinha

A startup Nubank é um banco digital que têm praticamente todos os seus esforços de divulgação inseridos no Marketing Digital. E para provar mais uma vez que um bom planejamento de Marketing Digital faz total diferença, o Nubank tomou uma atitude inteligente quando uma de suas clientes postou na rede social que a sua cachorra, Belinha, devorou o seu cartão.

A Nubank reagiu ao Tweet e teve a melhor ação de todas. Além de enviar um cartão novo, a marca enviou um bilhete escrito á mão e um brinquedo com a cor característica da marca: Roxo! Essa ação foi obviamente assistida na internet, com uma estratégia de Marketing Digital que gera carinho e aproxima o cliente da marca, desde o cuidado com a carta escrita a mão, até o uso das cores marcantes.

  • Dove – Real Beauty Sketches

A Dove é conhecida por suas ações de Marketing Digital que tem como estrelas principais “mulheres reais”, celebrando a diversidade e a autoestima da mulher. Com essa ação de Marketing Digital, a Dove conseguiu viralizar nas redes seu comercial e até mesmo tirar algumas lagrimas emocionadas.

O vídeo consistia em um desenhista que criava dois desenhos da mesma pessoa, sem vê-la: Um baseado no que a própria pessoa se descrevia, e o outro baseado nas descrições que um amigo ou pessoa próxima tinha dela. Obviamente, a maneira que a pessoa se descrevia era muito mais infiel á realidade, enquanto a outra trazia muito mais carinho nas descrições.

A campanha de Marketing Digital de 2013 em poucos dias de lançamento foi o vídeo mais compartilhado nas redes, e um dos mais compartilhados da história. Uma campanha de Marketing Digital que emociona, e deixa a venda dos produtos Dove em segundo plano.

  • A batalha do Milk-shake de Ovomaltine

Tudo começou quando o McDonalds anunciou nas redes que o Milk-Shake de Ovomaltine, que desde 1959 existe no Bob’s, e que perderam o contrato de exclusividade em 2005. Com o anuncio do Mc, o Bob’s resolveu criar uma postagem com a hashtag “#MilkFake”, em uma proposta bem humorada de Marketing Digital para divulgar o seu produto.

Outras marcas resolveram entrar na briga, como o Giraffas, Philips, Burguer King e KFC. A guerra do Milk-Shake foi um dos assuntos mais comentados na rede social, e ainda deu espaço para marcas de diversos segmentos a ter os seus 5 minutos de fama. Essa ação de Marketing Digital foi quase que espontânea, mas sem dúvidas viralizou.

  • Netflix Brasil

A Netflix Brasil é exemplo de Marketing Digital, e todos os dias abastece as redes sociais dos brasileiros com memes e piadas. Quando o gigante do streaming percebeu o poder que um bom planejamento de Marketing Digital tinha nas redes sociais em terras tupiniquins,  passou a investir pesado em ações de Marketing Digital voltadas para o publico brasileiro.

O resultado?  Vídeos de divulgação dos títulos do catálogo com muito bom humor, e tendo como estrelas os ícones da internet nacional. Xuxa, Inês Brasil, Gretchen entre outros nomes já fizeram parte das campanhas de Marketing Digital da Netflix.

  • Magazine Luiza

A varejista é exemplo de renovação quando executa um bom trabalho em Marketing Digital. Desde 2015 eles têm trazendo a inovação no meio digital, com o uso pesado em rede social, lançamento de aplicativos, e a consultora digital, a Lu!

Em 2020, com o aumento da violência contra a mulher, a Magazine Luiza disponibilizou em seu aplicativo a funcionalidade de entrar em contato com o 180, sem fazer alardes. A medida ganhou estratégia de Marketing Digital própria nas redes sociais, além de vencer diversos prêmios.

  • Dona Coelha

A Dona Coelha é um Sex-Shop virtual que com uma boa estratégia de marketing focado em empoderamento e prazer feminino criou campanhas de Marketing Digital nas redes sociais que hoje contam hoje com quase 50mil seguidores.

A Dona Coelha hoje é uma das marcas mais populares em Sex Shop no mundo virtual, e produz conteúdos desde vídeos sobre os produtos até dicas de autoestima. A loja também investiu em um Podcast como parte da sua estratégia de Marketing Digital, chamado “Se toca”.

Métricas de Marketing Digital

Como vimos antes, para medir a eficácia das ações de Marketing Digital é necessário ter métricas claras em mente, pois assim, é possível entender onde que a campanha pode ser otimizada e quais são os resultados a serem celebrados.

Uma das vantagens de realizar um planejamento de Marketing Digital é a possibilidade de checar em tempo real os resultados, acessos onde e quantas vezes o anúncio ou postagem foram visualizados. Para conseguir checar com frequência e de forma objetiva Marketing Digital é importante selecionar métricas especificas, e conseguir ter todas sob cuidado constante.

As métricas do Marketing Digital podem ser dividas em dois grupos, começando pelas métricas de conversão que são os dados de cliques nos CTAs, de geração de Leads e também a taxa de rejeição. O outro grupo é doas métricas de receita, que calculam o valor de aquisição para cada cliente e outros valores investidos.

Para te ajudar a conhecer melhor essas métricas, selecionamos algumas para fica atento no projeto de Marketing Digital.  Confira a seguir!

  • ROI

ROI é uma sigla para Return Of Investiment, que em português fica por Retorno de Investimento. Essa métrica de Marketing Digital é importante ter sempre em vista, pois ela define o quanto está sendo gerado de forma liquida em suas ações de Marketing Digital.

O ROI é uma métrica de receita, que quando o valor gerado com as ações de Marketing Digital for menor do que o valor investido significa que as estratégias de Marketing Digital precisam ser revistas, e aperfeiçoar o valor investido e as ações.

Para calcular o ROI, basta seguir a formula: [Ganho com a campanha – Custo do Investimento] /custo do investimento.

Se você investiu mil reais em Marketing Digital, e com essa campanha você conseguiu 3 mil de negócios fechados. Dessa forma, com o ROI calculado com a formula citada, o seu resultado será de 2, ou seja, o 200% sobre o investimento inicial. Continue nesse caminho!

  • CAC

CAC é o Custo de Aquisição de Cliente é o valor que você investe em Marketing Digital para conseguir cada cliente. É uma conta mais simples, que inclui todo o valor gasto em ações de Marketing Digital, divididos pelo número de clientes que chegaram até você.

Com o CAC, é possível ter uma média de quanto deve ser os seus próximos investimentos em Marketing Digital, e também ajuda a entender se o custo de aquisição de cada cliente está mais alto do que o valor da compra finalizada.

  • CPL

CPL significa custo por Lead, ou seja, quanto custo para você conseguir cada contato deixado. Hoje, as campanhas de Marketing Digital priorizam a geração de Leads, pois diversas estratégias de Marketing Digital utilizam do contato deixado para o envio de e-mail marketing, conteúdos, e até mesmo abordagem direta.

O calculo também é simples, e basta dividir o valor investido na estratégia de Marketing Digital com o número de leads conseguidos. Para saber se o valor está positivo, o custo por lead não pode ser maior do que o valor da compra realizada.

  • Taxa de retenção

Taxa de retenção é um número que indica o quanto de clientes você manteve desde o inicio de mês. Para o Marketing Digital, é uma taxa importante, pois conquistar novos clientes tende a ser muito mais custoso do que manter os clientes que antigos.

Afinal de contas, os clientes antigos já conhecem e interagiram com a sua marca, e vão comprar de novo se o serviço for satisfatório, sem precisar que você invista em novas estratégias de Marketing Digital.  O ideal é que o número de clientes em relação ao mês anterior seja maior, resultando em uma maior taxa de retenção.

  • Taxa de conversão

A Taxa de conversão é uma métrica muito usada no mundo do Marketing Digital, pois ela que diz quantas pessoas estão de fato convertendo e se tornando Leads na sua página. Com esse valor, fica ainda mais claro se as a página ou conteúdo está de fato funcionando e vale o investimento ou não.

Para conseguir saber qual a taxa de conversão da sua estratégia de Marketing Digital, basta dividir o número de leads pelo número de visitantes e multiplicar por 100 para o valor ser em porcentagem.

  • Lifetime Value

O LVL é uma métrica que diz respeito a qual o valor do tempo de vida do cliente com a sua marca. O Marketing Digital utiliza desse valor para entender melhor com reter clientes e o incentivar a comprar novamente.

Ele é a receita média que o seu cliente gasta com você, por exemplo, ele se tornou cliente há dois anos e nesse período de tempo, realizou compras no total de R$300. Para saber se esse valor é positivo ou não, é preciso ter um valor médio de venda e multiplicar pela média de tempo de retenção de cliente.

Ferramentas de Marketing Digital

Uma das vantagens mais incríveis que o Marketing Digital tem a oferecer, é o uso de ferramentas que podem facilitar o trabalho e as ações de Marketing Digital, e torna-la mais assertivas e otimizadas.

O Marketing Digital utiliza de diversas ferramentas, seja ela para entender melhor qual o seu cliente ideal, seja para realizar a gestão de seus contatos ou para encontrar as melhores palavras chaves para atingir a primeira pagina do Google.  Com as ferramentas disponíveis, você consegue melhorar a sua campanha de Marketing Digital.

Selecionamos as melhores e mais populares ferramentas de Marketing Digital! Confira alguns;

  • SemRUSH

Os profissionais de Marketing Digital usam dessa ferramenta para encontrar palavras chaves ideias para conseguir posicionar nas primeiras paginas do Google, utilizando de técnicas SEO para Marketing Digital, que tem como objetivo otimizar o serviço de busca do seu site na internet. Essa ferramenta também te mostra o que os seus concorrentes estão fazendo, e como está a sua posição na internet.

Com o SemRUSH, também é possível encontrar assuntos mais comentados, volume de buscas mensais e muitas outras vantagens, o que torna a ferramenta uma das preferidas e essenciais para quem trabalha com Marketing Digital.  Além disso, a ferramenta também oferece ajuda para a construção do seu artigo SEO, dando uma nota para ele e te apontando melhorias.

  • KeyWordtool.io

Assim como o SemRush, você tem acesso as palavras chaves com mais acessos para quem está em busca do seu segmento. Essa ferramenta também é usada com frequência durante as campanhas de Marketing Digital, pois te ajuda a selecionar as melhores palavras chaves para inserir em seu planejamento de Marketing Digital SEO.

Para o plano gratuito, é possível ter até 750 palavras chaves.

  • Google Analytics

O Google Analytics é uma ferramenta oferecida pelo Google e usada nas estratégias de Marketing Digital para mensurar as visitas, dizendo quantos acessos o seu site ou pagina está tendo.  Com ele, é possível inclusive mensurar qual a origem do trafego da pessoa.

O Marketing Digital utiliza dessas métricas para entender quais ações devem ser tomadas, como por exemplo, aumentar o acesso do site.

  • WordPress

Sem o WordPress, o Marketing Digital teria uma enorme dificuldade, afinal de contas, essa ferramenta é essencial para que você escreva seus artigos e apareça no Google.  O WordPress é o gerenciador de conteúdo mais popular de mundo, além de ser gratuito e ter disponível diversos plug-ins para otimizar a sua estratégia de Marketing Digital.

Para quem já tem um site, basta instalar o WordPress já no seu domínio. Ele tem uma plataforma intuitiva para a criação de artigos, e oferece um serviço de Marketing Digital SEO mais eficiente.

  • Wix

Assim como o WordPress, o Wix é uma plataforma para Marketing Digital de conteúdo, ideal para criação de blogs e técnicas com SEO. A diferença é que a plataforma do Wix é mais intuitiva e simples do que o da Word Press.

Contudo, essa plataforma não consegue entregar as mesmas funcionalidades no quesito SEO, quanto o Word Press

  • HotJar

Você conhece Mapas de Calor? O mapa de calor consegue dizer exatamente onde a atenção do visitante da pagina está. Essa ferramenta é de grande ajuda para o Marketing Digital, pois com ela é possível entender qual o melhor local da página para posicionar o CTA, o logo do site, etc.

Além disso, com o HotJar é possível apontar melhorias nas paginas, e-mails marketing, blog, Landing page entre outras ações de Marketing Digital.

  • Mailchimp

Uma das maiores estratégias de Marketing Digital é o e-mail marketing, já falamos sobre isso. Contudo, para que o seu e-mail marketing fique incrível, existe plataformas como o do Mailchimp que é gratuita e consegue disparar até 12mil mensagens por mês, com 2 mil contatos.

O Mailchimp é querido entre os profissionais de Marketing Digital, pois além de oferecer o disparo dos e-mails, também oferece layouts de e-mail marketing prontos, teste A/B e outras características.

O RD Station é uma plataforma para Marketing Digital que tem como objetivo o gerenciamento de leads. Essa é uma plataforma bem completa, que oferece desde quantidade de leads, relatórios de abertura de e-mail, fonte do trafego, até a parte de design em E-mails e mais.

Com o RD Station é possível criar segmentações para disparo de e-mails, criar Landing Pages entre outras funções de uma das plataformas campeãs em analise e gerenciamento de estratégias de Marketing Digital.

Mlabs é uma das ferramentas mais completas para Marketing Digital em Rede Social. Ele conta têm uma plataforma que pode conectar com Facebook, Instagram, Linkedin, Pinterest, Google Meu Negócio, Youtube entre outras.

A plataforma fornece o gerenciamento dessas redes com relatórios, gráficos e números de crescimento ou queda. Além disso, é possível agendar postagens e criar anúncios. O Mlabs está disponível agora também em aplicativo.  É essencial para que a estratégia de Marketing Digital em redes sociais esteja sempre sendo atualizada e verificada.

O Que é e Como Funciona Uma Agência de Marketing Digital?

Se você quer aparecer na internet e vai investir em Marketing Digital, saiba que é necessária uma equipe onde cada setor cuide de uma parte do planejamento de Marketing Digital.  Dentro de uma agência de Marketing Digital, você conta com pessoas capacitadas e comprometidas com o seu projeto de Marketing Digital do início ao fim. 

Uma agência de Marketing Digital nada mais é do que uma empresa responsável pelas ações de marketing no mundo online da sua marca, cuidando dos anúncios, redes sociais e mais.

A agência de Marketing Digital vai desenvolver desde o planejamento de Marketing Digital até a implementação de ações, acompanhamento e avaliação de ações e posicionamento de Marketing Digital.  Geralmente, as Agências são divididas em sete setores que podem variar de agência para agência. Para você entender melhor, selecionamos cada setor com suas funções:

Para começar, o primeiro contato que o cliente tem com uma Agência de Marketing Digital é o setor Comercial, do qual irá entrar em contato, explicar o projeto e desenvolver um contrato de Marketing Digital com as ações, planos e ideias para a sua empresa.

Após a venda realizada pelo setor comercial da agência de Marketing Digital, o cliente é levado para a área de atendimento, do qual conta com o apoio de um gerente de sucesso, que será responsável pelo acompanhamento do planejamento do Marketing Digital. É o gerente de sucesso que será responsável por atender as solicitações da marca, por garantir que tudo esteja acontecendo como o firmado em contrato.

Depois de passar pelo atendimento, o seu projeto de Marketing Digital  é enviado direto para o setor técnico, que é dividido em outras subcategorias. Para começar, a equipe de redação será responsável por redigir todos os conteúdos textuais, como os artigos e os textos SEO, que são indispensáveis para qualquer estratégia de Marketing Digital.

O setor de Social Mídia vai cuidar do Marketing Digital em redes sociais, desenvolvendo estratégias de ação nas redes, desenvolvendo, publicando e acompanhando as reações do público frente às postagens. O Social Mídia, no entanto não está sozinho e conta com mais outras figuras dentro da agência de Marketing Digital.

O Social Mídia conta com o setor de Anúncios, que são a equipe responsável por administrar e cuidar de todos os anúncios definidos no plano de Marketing Digital, desde redes sociais até o Google Ads. Já setor de criação em Marketing Digital é composta por designers prontos para desenvolve não somente as imagens para publicações, mas também todos os layouts de sites, assim como logos etc.

Por fim, o setor de programador é a pessoa que cuida de toda a parte de sites dentro da agência de Marketing Digital. O programador é o que tornará o seu site otimizado para as pesquisas de SEO, é que o tornará mais rápido e intuitivo.

Agora que você já entendeu como uma Agência de Marketing Digital funciona, chegou a hora de conhecer a suas vantagens.

Para começar, já deu para perceber que um planejamento de Marketing Digital envolve diversos detalhes, não é?  Por conta disso, manter sozinho uma estratégia de Marketing Digital e ainda cuidar do seu negócio parece um grande desafio.

Logo, dentro de uma agência de Marketing Digital você conta com uma equipe de especialistas, que tem conhecimentos em ferramentas especificas para Marketing Digital, que ajudam a tornar a sua campanha muito mais assertiva.

Aliás, desde o desenvolvimento da estratégia de Marketing Digital até a execução, os profissionais especialistas realizam um acompanhamento próximo e conseguem sempre alterar as campanhas sempre que necessário.

Se você está em dúvidas entre contratar uma equipe de Marketing Digital ou assinar o contrato com uma agência de Marketing Digital, é importante lembrar que com a agência o custo benefício é otimizado, pois por um único valor você conta com uma equipe montada e diversos setores bem segmentados para cuidar do seu projeto de Marketing Digital, enquanto contratar uma equipe gera gastos trabalhistas, de espaço, computadores entre outros.

É importante lembrar que com a agência de Marketing Digital você tem total acesso ao que está acontecendo com suas ações de Marketing Digital, pois são gerados relatórios mensais que apontam os resultados e melhorias. Além disso, todos os investimentos em anúncios são passados pela aprovação do cliente, assim como todo o material antes de serem vinculados.

Por fim, com uma equipe de Marketing Digital ao seu lado, a agência cuida do seu projeto enquanto você cuida apenas de oferecer ao seu cliente o melhor. As agências de Marketing Digital levam o cliente até a sua marca, e a partir dai você foca em oferecer os melhores produtos ou serviços!

Quanto ganha um profissional de marketing digital? Qual o salário médio?

Como deu para perceber, o meio do Marketing Digital não para de crescer, e com esse crescimento novas funções e profissionais vão surgindo. Por conta disso, o mercado do Marketing Digital não para de se abrir para novos profissionais, e os salários podem variar de acordo com funções e tempo de mercado.

Para tornar essa missão mais fácil, vamos focar primeiramente no analista de Marketing Digital. O Analista de Marketing Digital será responsável por desenvolver e coordenar e administrar as ações de Marketing Digital, além de verificar e analisar o que está acontecendo, distribuir tarefas e administrar rotinas.

Para se tornar um analista de Marketing Digital, é preciso ter formações na área, como Publicidade e Propaganda ou Marketing, e ás vezes algumas áreas correlatas, como Relações Públicas ou Jornalismo. Contudo, o grande desafio do Marketing Digital é conseguir se manter sempre atualizados com as novidades do mercado.

Como já dissemos antes, o Marketing Digital está sempre em mudanças, afinal de contas, pode ser que surja do dia para noite uma nova rede social. Por exemplo, quando o Marketing Digital para redes sociais estava todo focado em Facebook e Instagram, surge o Tik Tok e dá um novo rumo para as ações de Marketing Digital, forçando os profissionais a se adaptarem a desenvolver conteúdos para essa plataforma, identificar o seu público e mais.

E se surgir um novo site de pesquisas e as pessoas começarem a abandonar o Google? O analista de Marketing Digital vai ter então que buscar caminhos para promover ações de Marketing Digital nesse novo caminho.

Também é importante que o Analista de Marketing Digital entenda de algumas ferramentas usadas em Marketing Digital, para facilitar o trabalho e colocar em ação o planejamento de Marketing Digital de forma mais prática e simples.

O Analista de Marketing Digital Junior, em começo de carreira com no máximo 4 anos de experiência, pode ganhar em média $ 2.578,00, de acordo com o site Vagas.  Para quem tem mais anos de carreira, o salario pode ser de até R$ 4.966,00. Estes valores são variados de cargo em cargo e também de acordo como piso do estado.

A tendência é que esses valores continuem a subir pois cada vez mais os profissionais de Marketing Digital são necessários dentro de empresas e agências de Marketing Digital, além disso, seja qual for o cargo ocupado em Marketing Digital os profissionais estão em constante aprendizado, aproveitando cursos e certificações que estão surgindo.

Outro profissional de Marketing Digital importante surgiu com o avanço das técnicas de Marketing Digital para redes sociais e na necessidade de um cargo focado apenas nisso. O profissional de Social Mídia é uma das novidades do mercado em Marketing Digital e pode executar funções diferentes de empresa para empresa, mas em suma, o social mídia é quem executa e lidera as ações de Marketing Digital nas redes sociais.

A Social Mídia tem salário médio de R$ 2.152,00 de acordo com o Glassdoor podendo variar até R$ 3.960 para cargos mais altos em empresas de Marketing Digital de grande porte. O teto salarial da área, no Estado de São Paulo, chega em R$7.218,46 de acordo com o site Salários.

O profissional de Social Mídia de Marketing Digital, pode ter formação em diversas áreas, a começar por publicidade e propaganda, Marketing, Relações Públicas, Jornalismo e ás vezes até Letras pode ser um curso importante para o profissional de Marketing Digital.

Além dessas vagas específicas, uma agência ou setor de Marketing Digital conta com diversos profissionais para conseguir atender a todas as demandas que as estratégias de Marketing Digital pedem.  Entre esses profissionais de Marketing Digital estão:

  • Design

O Design dentro de uma agência de Marketing Digital desenvolve todos os tipos de material gráfico esperado dentro do plano de Marketing Digital. Para essa área, o salário médio é de R$ 3.014,00

  • Programador ou Web Designer

Os programadores serão responsáveis por criar um site otimizado para o Marketing Digital SEO, ou desenvolverem sites do zero caso esteja inscrito no projeto de Marketing Digital.

O salário médio de um programador dentro de uma Agência de Marketing Digital R$ 2.461. 

  • Redator

O redator ou a equipe de redação dentro das agências de Marketing Digital criam um planejamento de Marketing Digital de conteúdo, textos SEO e também podem dar apoio á equipe de social mídia e desenvolve os textos para sites.

O salário médio de um Redator Pleno dentro de Marketing Digital R$2.572

Quanto custa uma Consultoria de Marketing Digital

Agora que você já está por dentro do assunto Marketing Digital, é hora de conhecer um pouco mais sobre a Consultoria de Marketing Digital, e o que ela pode fazer pela sua empresa.

A consultoria de Marketing Digital é o que as agências de Marketing Digital oferecem para as empresas, que vai desde o momento do planejamento até a entrega de resultados. A consultoria de Marketing Digital acontece dentro das crescentes Agências de Marketing Digital.

Como nós já vimos, as Agências de Marketing Digital contam com uma equipe e setores bem segmentados, cada qual com sua função importante, da qual corresponde á uma das ações do planejamento de Marketing Digital.  Investir em uma consultoria de Marketing Digital é levar para a sua empresa todo esse pessoal, preparado para cuidar da sua marca e te ajudar a aparecer na internet.

O setor de Marketing Digital pode ser relativamente novo nas empresas, mas é de suma importância, afinal de contas, ninguém mais procura por produtos ou serviços em qualquer outro lugar que não seja a internet. Até mesmo as grandes marcas fazem questão de movimentas suas redes sociais e seus serviços de busca no Google, porque já entenderam o poder do Marketing Digital para a sua marca.

Uma consultoria de Marketing Digital promove ações e desenvolve estratégias de Marketing Digital para ajudar as empresas, de todos os portes, a se tornarem referências no meio digital, atraírem leads qualificados e criar um bom relacionamento com seus clientes. Dentro de um planejamento de Marketing Digital deve estar claro a descrição de cada ação a ser tomada.

Como dissemos mais para cima, alguns negócios não precisam ter todas as redes sociais dentro de seu plano de Marketing Digital, outras não precisam otimizar o SEO, etc. Afinal de contas, cada empresa é uma, e cabe a agência de Marketing Digital desenvolver a melhor consultoria possível para cada.

E por serem planos personalizados, as agências de Marketing Digital alteram seus pacotes e seus planos de acordo com a necessidade de cada empresa.

Em média uma consultoria de Marketing Digital custa a partir de R$1.500. Esse valor pode depender de localização e serviços prestados. Por exemplo, se for necessário a criação de um site do zero, mais custos irão ser adicionados. Também é preciso levar em consideração o número de palavras chaves, quantas postagens serão feitas no blog etc.

É importante lembrar que a maioria dos planos de Consultoria de Marketing Digital envolvem a criação e administração de anúncios, e os créditos não estão inclusos no valor total e podem variar de campanha para campanha.

Com esse valor, você consegue ter toda uma equipe trabalhando para o seu projeto de Marketing Digital seja um sucesso, além de acompanhamento diário, relatórios mensais e muito mais. Com uma consultoria de Marketing Digital, a única coisa que você precisa se responsabilizar é em oferecer um produto ou serviço incrível!

A agência responsável pela consultoria de Marketing Digital da sua empresa irá precisar, no entanto saber algumas coisas da sua empresa, os famosos briefings, e em algumas situações será necessário enviar materiais como fotos, logos etc. E é isso que você precisara enviar para ter uma consultoria de Marketing Digital incrível!

Esse valor, se colocarmos na ponta do lápis, é menos do que um terço do que você precisará para ter um setor de consultoria de Marketing Digital dentro da sua empresa. Imagine ter pelo menos cinco pessoas, um número já apertado, para realizar todo o trabalho de Marketing Digital da sua empresa. 

Imagine mais, com o setor de Marketing Digital instalado, cabe então a sua empresa recepcionar os novos integrantes, sendo necessário comprar computadores novos, comprar programas e ferramentais especificas para Marketing Digital , mesas e cadeiras para a equipe.

E esse é só o começo dos gastos de ter uma equipe de Marketing Digital.

Após isso, é necessário pagar os direitos trabalhistas, salários, alimentação, além de aprimorar o RH da empresa para conseguir lidar com os novos funcionários. Muita coisa, não?

Com uma agência de Marketing Digital responsável pela sua consultoria, você economiza e dispõe de uma equipe muito maior para tomar conta de todo o seu planejamento de Marketing Digital.  Além disso, com a consultoria de Marketing Digital de uma agência, você conta também com pessoas que já estão inseridas nesse meio há muito tempo, munidas de experiência para desenvolver, planejar e alimentar toda a consultoria de Marketing Digital.

Agora que você já sabe quanto custa uma consultoria de Marketing Digital, não precisa mais se assustar ou fugir do assunto! O custo-benefício de ter uma agência responsável pelo Marketing Digital da sua empresa é muito mais viável do que uma equipe completa para você ou, até mesmo, tentar fazer sozinho!

A boa notícia é que não precisa mais procurar por Agências para realizar a Consultoria de Marketing Digital da sua empresa. Continue lendo para conhecer melhor o trabalho de Marketing Digital da Agência Sense!

Marketing Digital da Agência Sense

Estamos chegando ao fim da nossa jornada! E, admitimos, o Marketing Digital é ainda muito mais do que mostramos, se estendendo bem mais do que conversamos hoje. Não temos dúvidas que o Marketing Digital é um assunto extenso!

Contudo, de nada vale ter toda essa bagagem e conhecimento sobre Marketing Digital se você não tiver ao seu lado um auxilio de quem entende de verdade do assunto, de quem pode te ajudar a conquistar mais clientes e se destacar no meio digital.

Afinal de contas, Marketing Digital não é para qualquer um, é necessária uma equipe completa, empenho e conhecimento de mercado.

E é para isso a Agência Sense está aqui! Para ajudar você a crescer na internet por meio do Marketing Digital, utilizando de diversas técnicas que citamos aqui em cima, como o SEO, o marketing de conteúdo, marketing de Redes Sociais, Google Ads e muito mais!

Vamos conhecer mais sobre a Agência Sense de Marketing Digital!

A agência Sense tem mais de cinco anos de estrada e nesse tempo já cuidou da estratégia de Marketing Digital de mais de 200 empresas, que confiaram a sua marca em nossas mãos e de nossos técnicos capacitados e experientes.

Os bons resultados foram adquiridos com técnicas de Marketing Digital que desenvolvemos aqui dentro, das quais temos experiência em lidar. Para começar, a Agência Sense Marketing Digital é especialista em MBI, método de busca na Internet o que inclui, por exemplo, técnicas SEO e orgânicas de ranqueamento, o que otimiza o seu investimento em Marketing Digital e aproxima o resultado de quem quer comprar.

Além disso, a agência Sense tem foco total em resultados gerados por nossos esforços em Marketing Digital, e realizamos relatórios mensais ou quinzenais, para mostrar o desenvolvimento do projeto. Nossa equipe faz avaliações diárias em todas as campanhas para garantir que as metas estão sendo alcançadas, e se necessário for, traçam outras rotas para conseguir ter o resultado esperado.

E por falar em nossa equipe, nossos profissionais de Marketing Digital são experientes em desenvolver projetos de Marketing Digital com diversos tipos de segmentos, garantindo que tudo saia como o esperado, com soluções de Marketing Digital inovadoras e pensadas na melhor maneira de fazer a sua marca crescer na internet.

Além disso, temos em nossa veia pulsante a certeza inicial que estamos lidando, primeiramente, com os sonhos das pessoas. Números positivos são resultados de um trabalho de Marketing Digital feito levando em consideração, primeiramente, a satisfação de nossos clientes.

Vamos conhecer um pouco mais sobre os serviços de Marketing Digital que oferecemos?

  • Criação de sites

O primeiro passo para existir na internet é ter um site responsivo, otimizado com técnicas de SEO, além de ter uma bela identidade visual. Na Agência Sense de Marketing Digital, você conta com Designers que desenvolvem layouts de site, e quando aprovado, passa para nossa equipe de programação.

O desenvolvimento do Site conta com analises de perfil do cliente e da sua empresa, de seu público alvo e segmento. Tudo isso para entregar um site que agregue em sua estratégia de Marketing Digital.

  • Criação de E-commerce

As compras online dispararam nos últimos meses e se você vende produtos na internet, precisa de uma estratégia de Marketing Digital que conte com um E-commerce de fácil acesso, intuitivo e leve. Desenvolvemos layouts exclusivos e cuidamos da parte de programação para garantir que está tudo certo.

  • Marketing de busca para internet

Como dissemos antes, o MBI é uma das nossas estratégias de Marketing Digital favorita. Com ele, é possível estar na primeira pagina do Google de forma orgânica, ou seja, sem precisar pagar para aparecer em anúncios.

Para isso acontecer, é importante que o seu site tenha conteúdos com técnicas SEO, desenvolvidos por nossos redatores. Enquanto isso, os nossos programadores otimizam o seu site para se adequar as técnicas de Marketing Digital.

  • Marketing de conteúdo

O Marketing de conteúdo é uma estratégia de Marketing Digital que busca atrair pessoas e gerar leads, de forma mais informativa e menos publicitária. Essa técnica conquista a confiança da sua persona, produzindo conteúdos de qualidade que entreguem alguma informação nova ou sane uma dúvida.

Com essa estratégia de Marketing Digital, buscamos que toda vez que o seu cliente tiver uma dúvida e busque no Google, apareça o seu site.  Os  conteúdos são produzidos por nossos redatores, que criam artigos e outros materiais 100% autorais.

  • Link Patrocinado

O link patrocinado é a estratégia de Marketing Digital que te leva de forma mais rápida para a primeira página do Google. Com o link patrocinado ou Google Ads, você paga por cliques. As palavras chaves são selecionadas e é possível vincular o anúncio por determinado tempo, em local e horário selecionado.

Os analistas de Marketing Digital realizam uma avaliação diária nesses anúncios, buscando sempre aperfeiçoá-los, e aproxima-los do resultado esperado.

Se você está pronto para começar a se destacar na internet com uma consultoria completa de Marketing Digital, então entre em contato com nosso analista! Ele irá perguntar mais sobre a sua empresa, apresentar o nosso trabalho e então te enviar uma proposta personalizada para o seu negócio. 

Conclusão

Espero que você tenha terminado esse artigo abastecido com boas ideias de Marketing Digital!

E esperamos também que tenha aprendido muito nessa jornada, e tenha percebido a importância do Marketing Digital para a sua empresa. Antes, é importante lembrar que embora esse artigo seja super completo, ele ainda é apenas uma viagem breve ao mundo do Marketing Digital, afinal de contas, ele pode te levar muito mais longe quando há um planejamento de Marketing Digital coerente, e com pessoas experientes envolvidas no projeto.

Além disso, não podemos esquecer que o Marketing Digital é um espaço de constante mudança, sempre surgindo com uma novidade ou viral. Por isso, esse artigo não foi formado de leis imutáveis do Marketing Digital.

Por fim, em poucos passos você conheceu muito mais sobre o Marketing Digital, como por exemplo, como ele surgiu, qual o seu significado e as suas métricas principais. Descobriu também a importância do Marketing Digital para mídias sociais, o poder do Marketing Digital de conteúdo, sobre Marketing de Afiliados, Marketing Digital Offline, e E-mail Marketing.

E por falar em técnicas, aprendeu mais sobre o SEO e o Link Patrocinado, que são hoje as principais ações tomadas pelo Marketing Digital. E com essas medidas tomadas, é possível aprender qual o valor exato do seu investimento, quanto deve ser investido. Isso, junto com as métricas de Marketing Digital, agora você consegue perceber quando uma campanha ou planejamento de Marketing Digital está sendo positiva ou não.

No quesito valores, você aprendeu quando custa o investimento em Marketing Digital, desde o momento de investir em anúncios, até o preço médio de uma consultoria de Marketing Digital. Por fim, você conheceu a Agência Sense de Marketing Digital, que acumula clientes satisfeitos com o seus resultados positivos em Marketing Digital.

Por fim, percebeu que entregar as suas estratégias de Marketing Digital para uma empresa que entende do assunto é muito mais vantajoso do que ter uma equipe própria, instalada na sua empresa. 

Se você precisar saber mais sobre Marketing Digital, basta voltar para esse artigo e conferir os seus pontos favoritos, agora, se quer começar com ações de Marketing Digital na sua empresa, então entre em contato com a gente! Podemos te ajudar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados